PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Georges St-Pierre critica forma como pesagem é feita no UFC: "Péssimo"

Ag. Fight

27/10/2017 14h07

Georges St-Pierre está afastado dos octógonos desde 2013 e, apesar do seu retorno estar próximo, já que luta no dia 4 de novembro contra Michael Bisping, o lutador ainda acha que a perda de peso no MMA é feita de maneira errada. O canadense criticou o tempo que os atletas têm para se recuperar depois da pesagem, porque, de acordo com a sua análise, isso faz com que eles queiram cortar ainda mais peso do que o ideal.

Antes do afastamento do ex-campeão dos meio-médios (77 kg), a pesagem era feita na tarde que antecedia o evento, o que dava cerca de 24 horas para o atleta se recuperar. Contudo, desde junho de 2016, a regra mudou e o evento de checagem do peso passou a ser feito com mais antecedência. Segundo GSP, em entrevista para o site 'MMA Junkie', essa mudança está longe de ser adequada para a saúde dos lutadores.

"Eu acho que essa nova regra de fazer a pesagem mais cedo é ruim, porque faz com que os lutadores cortem mais peso. Eles têm mais tempo para se recuperar antes da luta e eu acho que isso é a pior coisa que poderia ser feita. É bom para a reidratação, porque o período é maior, mas se você sabe que tem mais tempo, então você vai querer perder mais peso. Eu acho isso péssimo", explicou o canadense.

"É possível ter mais divisões ou você pode fazer a pesagem durante vários dias, então todo mundo poderia ficar nas categorias certas. Por exemplo, 30 dias antes da luta, toda a semana teria uma pesagem e no dia do combate você teria que estar dentro do peso. Isso faria sentido, já que essa é uma questão que sempre existiu", concluiu.

O primeiro desafio de St-Pierre depois da pausa em sua carreira será no UFC 217, em Nova York (EUA), contra o atual campeão da categoria peso-médio (84 kg), Michael Bisping. A última luta do canadense no octógono foi em novembro de 2013, quando realizou sua nona defesa de cinturão bem-sucedida pela divisão dos meio-médios (77 kg).

Esporte