PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Hunt relembra 'abdução' de GSP e questiona sua saída do UFC Austrália

Diego Ribas
Imagem: Diego Ribas

Ag. Fight

23/10/2017 13h00

 

Ainda sem aceitar o fato de ter sido retirado do UFC Austrália, que acontecerá no próximo dia 19 de novembro, na cidade de Sydney, Mark Hunt criticou voltou a criticar a postura da organização em o removerem do card por motivos médicos. E para basear o seu descontentamento, o neozelandês acabou por cutucar Georges St-Pierre, que voltará ao octógono em novembro, diante de Michael Bisping.

De acordo com o próprio Dana White, o neozelandês foi retirado do evento por recomendação médica. O cartola ainda ressaltou que a forma dele agir tem como objetivo "proteger o atleta dele mesmo", mas para Hunt isso não passa uma desculpa. O lutador afirmou ao site da 'ESPN' que passou em todos os seus exames e até relembrou uma entrevista de GSP a Joe Roga, comentarista do UFC. Nela, o canadense chegou a admitir lapsos de memória constantes, informando até que acreditava ter sido abduzido por extraterrestres.

"A questão é: eu não soube o motivo deles me cortarem. E ainda não sei. Eu passei em todos os exames médicos. Gostaria de saber a razão para eu ser retirado do card. Não tem nenhum resultado que diga que eu não posso lutar", lamentou o peso-pesado.

"O UFC diz que estão agindo pelo meu bem-estar, mas por que me colocaram no octógono com esses trapaceiros (lutadores que caíram no doping), então? Por que estão deixando Georges St-Pierre lutar de novo, se ele já disse que vê alienígenas? Eles deixaram um cara lutar com estafilococos há umas semanas . Se eles estão preocupados com o nosso bem-estar, como eles fazem essas coisas?", questionou.

Quando Hunt foi informado sobre a sua situação no evento em Sydney, o lutador usou as suas redes sociais para xingar Dana White. O atleta afirmou que soube da notícia através de um jornalista e que ainda não tem conhecimento sobre o verdadeiro motivo de ser retirado do card.

"Um jornalista me parou e disse: 'Você não vai lutar em Sydney'. Eu precisei checar para saber se era verdade. Fiquei muito chateado com isso. Eu perdi muito dinheiro com o camp e perder a luta vai me custar mais de um milhão de dólares . Eu tinha planos para esse dinheiro, preciso pagar impostos. E eles nem mesmo me avisaram, eu tive que ouvir de um jornalista", afirmou o neozelandês.

No UFC Austrália, Fabrício Werdum substituirá Hunt e lutará contra Marcyn Tibura. A última vez que neozelandês esteve no octógono foi em junho deste ano. No confronto, o atleta nocauteou o americano Derrick Lewis e garantiu o prêmio de luta da noite.

MMA