PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Rival ex-campeão aponta "pressão mental" como chave para derrota de McGregor

Ag. Fight

28/08/2017 11h18

Mayweather nocauteou McGregor no décimo round – Diego Ribas

Antes de Floyd Mayweather e Conor McGregor subirem no ringue para uma das lutas de boxe mais aguardadas dos últimos anos, um outro nome roubou a cena nos bastidores da preparação deste confronto. Foi o de Paulie Malignaggi, que auxiliou o irlandês em parte do seu camp, mas depois deixou a equipe brigado e trocando acusações com o resto do time.

Passado o furacão que envolveu todo o duelo, Malignaggi fez uma análise bastante sóbria do que viu sábado à noite. De acordo com o ex-campeão mundial de boxe, McGregor teve um início de luta bom, mas foi cansando com o decorrer dos rounds. Segundo o americano, um dos principais pontos para a derrota do irlandês foi a fadiga tanto física quanto mental.

"Acho que o McGregor começou a luta muito bem, na verdade. Foi taticamente quase brilhante. Foi estranho, mas foi efetivo nos primeiros estágios. Agora, dito isso, a pressão mental que o Floyd estava aplicando Conor não tem muita experiência no ringue. Então isso vai cansá-lo um pouco mais fácil, porque ele vê o cara constantemente andando para frente", afirmou ao site 'MMA Fighting'.

"Mesmo se o Conor era mais efetivo, o constante andar para frente causou fadiga física e psicológica. 'Eu não posso atingir esse cara no rosto'. Conor está acostumado a machucar seus adversários e ele não estava machucando Mayweather. E foi chegando ao ponto em que ele estava apto a contragolpear menos e menos", garantiu.

Mayweather nocauteou McGregor no décimo round da luta principal do último sábado. Após o duelo, o americano de 40 anos de idade anunciou novamente a sua aposentadoria oficial do boxe.

Esporte