PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

USADA pede calma com caso Jon Jones: "Deixem o processo acontecer"

AP/John Locher
Imagem: AP/John Locher

Ag. Fight

24/08/2017 13h59

 

Na última terça-feira (22), uma bomba caiu no mundo do MMA com a informação de que Jon Jones havia testado positivo em um exame antidoping para uma substância proibida antes do confronto contra Daniel Cormier, no fim de julho. A partir de então, o ainda campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC vem sofrendo todo tipo de julgamento por parte de lutadores e até de dirigentes, como Dana White, presidente do Ultimate.

Mas ainda é preciso ter calma com este caso. Ao menos foi o que garantiu um porta-voz da USADA (agência norte-americana antidopagem) em um comunicado enviado ao site ‘MMA Fighting’. Bastante ponderado, o discurso é o de que toda acusação precisa ser 100% comprovada antes de ser tomada como verdade e, portanto, Bones ainda pode ser considerado um atleta inocente neste caso.

“Nós não podemos comentar sobre um caso que está em andamento, mas é importante dizer que todos os atletas sob a política antidoping do UFC são inocentes até que o processo determine o contrário. Como parte desse processo, Sr. Jones tem a oportunidade de ser ouvido, confrontar, examinar as provas e tomar a decisão se ele realmente violou as regras ou se isso vai ser decidido por juízes independentes. É justo deixar o processo acontecer antes de tirar qualquer conclusão sobre o Sr. Jones”, afirma o comunicado.

A USADA ainda não informou qual a substância proibida que foi encontrada no corpo de Bones, mas a reportagem do site ‘TMZ’ garante ter sido Turinabol, um esteroide anabolizante de ação rápida (permanece pouco tempo no corpo).

A equipe de Jon Jones alega inocência e trabalha com a possibilidade de o atleta ter ingerido algum suplemento contaminado dias antes do duelo. Jon Jones foi flagrado em exame feito após sua pesagem oficial para o UFC 214, ou seja, um dia antes da luta. O americano acabou vencendo Daniel Cormier por nocaute e retomando o cinturão, que deve ser cassado se for comprovada a culpa de Bones no caso de doping.

MMA