PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Árbitro elogia aprendizado de McGregor e crê em luta limpa com Mayweather

Árbitro Joe Cortez em ação no combate entre Bernard Hopkins e Joe Calzaghe - Ethan Miller/Getty Images
Árbitro Joe Cortez em ação no combate entre Bernard Hopkins e Joe Calzaghe Imagem: Ethan Miller/Getty Images

Ag. Fight

24/08/2017 10h00

Convidado especial para a fase final do treinamento de Conor McGregor, o árbitro Joe Cortez, membro do Hall da Fama e condecorado como um dos melhores da história, foi o responsável por ensinar os detalhes minuciosos das regras de boxe para o irlandês. E, ao final de seis semanas, o veterano de 73 anos parece satisfeito com o resultado alcançado.

Acompanhando de perto os preparativos finais para a superluta programada para este sábado (26), Joe compareceu à coletiva de imprensa e aceitou o convite da reportagem da Ag. Fight para analisar detalhes da disputa que não ferissem seu contrato de confidencialidade com o time de McGregor.

E dentre os pontos abordados, o árbitro garantiu que após seis semanas de convívio quase que diário com o irlandês seu aluno está não apensa pronto para lidar com as regras de boxe, mas que o fará de forma limpa. Ou seja, nada de golpes ilegais ou catimba durante a disputa no ringue.

“Treinamos o regimento e o que envolve o boxe, e ele esta ciente do que acontece. Tive certeza de que ele estudou todos os aspetos. Ele é um grande aluno, aprende fácil, ficamos surpresos com a velocidade com que ele aprende. As seis semanas foram suficientes, tempo perfeito para essa luta. Eu espero por uma luta limpa. Me chamaram para ter certeza de que seria uma luta limpa. Sigo as regras e ele vai seguir 100% delas”, narrou em conversa com a reportagem da Ag. Fight.

Trabalhando pela primeira vez com a migração de um atleta de MMA para o mundo dos boxes, Cortez enalteceu o desempenho do pupilo, mas também fez questão de ressaltar que qualquer outro atleta de alto nível que deseje se adaptar para a mudança de esportes também deve pensar em contar com um árbitro especializado.

“Quando um lutador de MMA muda para o boxe, ele sente uma grande diferença porque eles não conhecem as regras aplicadas no boxe. Por isso me chamaram para ensinar a ele todas as regras específicas. Sua equipe entrou em contato comigo para que eu ensinasse a ele as regras do boxe. Eles queriam alguém com experiência nesse jogo. Fiquei bastante honrado de ser escolhido para este trabalho”, finalizou.

Esporte