PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dias antes de flagrante, Jon Jones ignorou acusação de doping; relembre

Daniel Cormier e Jon Jones fazem encarada antes do UFC 214 - Reprodução/UFC
Daniel Cormier e Jon Jones fazem encarada antes do UFC 214 Imagem: Reprodução/UFC

Ag. Fight

23/08/2017 15h37

Se a notícia de que Jon Jones foi flagrado mais uma vez em um exame antidoping pegou muitos de surpresa, o mesmo não parece ter acontecido com Daniel Cormier – ao menos em seu subconsciente. Nocauteado por "Bones" no UFC 214, evento realizado no último dia 29 de julho em Anaheim (EUA), DC chegou a fazer ataques ao arquirrival em coletiva de imprensa realizada dias antes do duelo. Acusações essas que, na época, foram ignoradas pelo atual campeão meio-pesado (93 kg).

Durante o evento com a mídia realizado no dia 26 de julho - portanto, três dias antes de se enfrentarem -, Cormier acusou Jones de ter usado anabolizantes durante a sua carreira. Imediatamente, Bones respondeu às acusações e o tempo fechou entre os rivais.

"No outro dia, o Jon chorou em uma coletiva porque acusei ele de usar anabolizantes. E, sim, eu sinto que ele usou esteroides. Posso falar sobre o que eu quiser. Acho que ele fez isso durante um bom tempo", sugeriu DC, à época.

"Por quanto tempo você acha que eu usei anabolizantes? Quem parece um 'junkie' aqui hoje? Você parece um viciado em crack de terno", respondeu, imediatamente, Jones.

"Eu posso parecer um viciado em crack, mas ao menos eu nunca fui um", retrucou Cormier, deixando o clima já tenso ainda mais pesado.

Suspenso em julho de 2016 também em função de um flagrante em um exame antidoping, Jones ficou um ano afastado e retornou aos cages para fazer a luta principal do UFC 214, quando nocauteou o arquirrival e reconquistou o título dos meio-pesados. Agora, o Ultimate aguarda o procedimento legal da situação para definir a situação do americano, mas provavelmente ele terá seu cinturão cassado e deverá ser suspenso de forma mais severa pela USADA (agência norte-americana de controle antidopagem).

MMA