PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Bodão' pode ficar até seis meses afastado do UFC por suspensão médica

21/03/2017 11h36

Bodão venceu, mas pode pegar um gancho médico grande - Felipe Castello Branco

Bodão venceu, mas pode pegar um gancho médico grande – Felipe Castello Branco

A noite do último sábado foi excelente para Francimar ‘Bodão’, que venceu a revanche contra Darren Stewart no UFC Fight Night 107, disputado em Londres (Inglaterra). No entanto, o brasileiro pode ter que ficar um bom tempo afastado dos octógonos por conta da suspensão médica divulgada nesta terça-feira (21).

O relatório entregue pelo UFC dá conta de que Bodão poderá ficar até seis meses longe do cage por conta de uma lesão no pé esquerdo. O brasileiro terá que fazer exames para provar que está apto a voltar à ativa e, caso comprove isso, sua suspensão pode cair para apenas 30 dias.

Além de Francimar Bodão, Brad Scott e Scott Askham também sofreram punições parecidas. O outro brasileiro do card, Vicente Luque, pegou apenas 30 dias de gancho. Confira abaixo todas as suspensões médicas do UFC Fight Night 107:

Corey Anderson – suspenso por 60 dias e sem contato durante treino por 45 dias por precaução;
Alan Jouban – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução;
Brad Pickett – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução;
Makwan Amirkhani – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução;
Joseph Duffy – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias, desde que esclareça uma possível lesão no pé direito;
Reza Madadi – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por conta de uma lesão na testa;
Francimar ‘Bodão’ – suspenso por 180 dias por uma lesão no pé esquerdo. Caso o médico o libere, suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por uma lesão acima da sobrancelha direita;
Timothy Johnsonright – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução;
Daniel Omielanczuk – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução;
Vicente Luque – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução;
Teemu Packalen – suspenso por 60 dias e sem contato durante treino por 45 dias por precaução (ou se for liberado pelo médico devido a uma lesão na cabeça);
Brad Scott – suspenso por 180 dias por uma lesão no ombro esquerdo, a não ser que um médico o libere;
Scott Askham – suspenso por 180 dias por uma lesão na perna direita. Caso o médico o libere, suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução ;
Lina Lansberg – suspenso por 60 dias e sem contato durante treino por 45 dias por precaução (ou se for liberado pelo médico devido a uma lesão na cabeça e no rosto);
Lucie Pudilova – suspenso por 30 dias e sem contato durante treino por 21 dias por precaução.

Esporte