PUBLICIDADE
Topo

Esporte

USADA inocenta Cris 'Cyborg' em caso de doping

17/02/2017 20h16

ufc-fight-night_cyborg-x-lansberg_9440-1

Cris ‘Cyborg’ venceu a batalha judicial e está liberada a lutar – Inovafoto

Quase dois meses após seu nome ter sido envolvido em um flagra em um exame antidoping surpresa, Cris ‘Cyborg’ foi julgada e considerada inocente pela USADA (agência americana de controle antidoping). A confirmação foi dada pela entidade nesta sexta-feira (17) através de seu site, além de garantir o caso de exceção à atleta brasileira.

Flagrada pelo uso de spironolactone, proibido pelas normas da USADA, Cris comprovou que a substância fazia parte de um medicamento ingerido durante tratamento para uma disfunção hormonal ocasionada pelos repetidos cortes bruscos de peso realizados na temporada 2016.

Desta forma, após análises e sistemática entrevistas com a atleta, o órgão garantiu que Cris pode ser liberada de qualquer suspensão, ao mesmo tempo em que a atleta preencheu um pedido de “exceção para uso terapeutico”, que em seu caso será atendito deforma retroativa, ou seja, a liberando do exame realizado em dezembro.

Com o comunicado oficial, a USADA pede que qualquer atleta que enfrente problemas médicos não deixe defazer os devidos tratamentos, mas que os avise, faça um pedido pela “exceção para uso terapeutico” e seja acompanhado pela própria agência para que tudo seja mantido às claras.

Dessa forma, a brasileira deve ser liberada para competir em breve. Resta aguardar o nome de sua próxima rival. Afinal, a campeã peso-pena (66 kg) Germaine de Randamie declarou que precisa operar a mão antes de agendar sua primeira defesa de título.

Esporte