PUBLICIDADE
Topo

Esporte

UFC cortará gastos com demissão em massa no fim do ano, diz site

19/10/2016 15h26

Dana White é o presidente do UFC - Diego Ribas

Dana White é o presidente do UFC – Diego Ribas

A venda do Ultimate para um conglomerado de empresas liderado pela gigante WME-IMG em julho passado começa a ter seus primeiros efeitos na companhia. Apenas três meses após a conclusão do negócio que bateu a casa dos 4 bilhões de dólares (cerca de R$ 12,7 bilhões), a organização cortará gastos demitindo cerca de 60 a 80 funcionários, de acordo com uma publicação do site ‘MMA Fighting’.

Ainda segundo o portal americano, um dirigente da companhia teria garantido que “as demissões não chegam a 15% da força de trabalho da companhia”. Atualmente, o Ultimate conta com cerca de 350 funcionários espalhados ao redor do mundo. Departamentos da organização em outro países já sofreram cortes, como foi o caso do presidente do UFC no Brasil, Giovani Decker.

Apesar da demissão em massa, a companhia parece estar indo muito bem e está com diversos eventos marcados para o final do ano, incluindo um card histórico em Nova York (EUA) no próximo dia 12 de novembro, que contará com o irlandês Conor McGregor como estrela principal da noite em duelo contra Eddie Alvarez.

Esporte