PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Rússia critica declarações americanas sobre caso de jogadora de basquete presa

07/07/2022 07h04

Moscou, 7 Jul 2022 (AFP) - A diplomacia russa afirmou nesta quinta-feira que o "hype" dos Estados Unidos sobre a estrela do basquete Brittney Griner, detida e julgada na Rússia por acusações de tráfico de drogas, não ajuda o caso, depois que o presidente Joe Biden se manifestou contra sua detenção.

"O hype e a ação com o público, com todo o amor por este gênero entre os políticos modernos, atualmente só prejudica (o processo judicial)", disse o vice-ministro das Relações Exteriores, Serguei Ryabkov, de acordo com as agências de notícias russas.

"Não apenas provoca uma distração do caso, mas cria interferências no sentido central da palavra. O silêncio é necessário aqui", acrescentou.

A Casa Branca afirmou na quarta-feira que libertar Griner, detida na Rússia desde fevereiro, é uma "prioridade" para o presidente americano, que leu uma carta emotiva enviada pela atleta e conversou com a esposa dela.

A segunda audiência do processo de Griner acontece nesta quinta-feira na região de Moscou.

A jogadora de basquete pode ser condenada a até 10 anos de prisão. Ela foi detida ao desembarcar no aeroporto moscovita de Sheremetievo por ter em sua bagagem de mão "material para vape com óleo de cannabis", segundo a acusação.

A jogadora do Phoenix Mercury tambén jogava por um clube russo, aproveitando o fim da temporada da liga profissional americana, uma prática habitual entre atletas da WNBA para aumentar a renda.

Riabkov disse que é necessário esperar as conclusões do processo. Alguns analistas especulam uma possível troca de prisioneiros entre Estados Unidos e Rússia.

bur/jv/es/zm/fp

Esporte