PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Athletico-PR empata no fim com Libertad (1-1) e vai às quartas de final da Libertadores

06/07/2022 02h00

Asunción, 6 Jul 2022 (AFP) - Com um gol nos acréscimos, o Athletico-PR arrancou um empate heroico diante do Libertad nesta terça-feira por 1 a 1 em visita a Assunção e se classificou para as quartas de final da Copa Libertadores da América-2022.

Rômulo deixou tudo igual para a equipe brasileira (90+1), atual campeã da Copa Sul-Americana e garantiu a vaga na próxima fase, após a vitória por 2 a 1 na Arena da Baixada na semana passada.

O técnico Luiz Felipe Scolari havia colocado o jogador em campo aos 75 minutos para tentar um gol no jogo aéreo e assim aconteceu. Ele desviou de cabeça uma cobrança de falta de Erik que o goleiro da equipe local, o uruguaio Martín Silva, não conseguiu defender.

O gol de Rômulo veio quando tudo indicava que o confronto seria definido nos pênaltis, já que o Libertad vencia por 1 a 0 (45+4) com um gol antológico do veterano atacante paraguaio Roque Santacruz, de 40 anos.

No entanto, a defesa do Libertad cedeu um tiro livre devido a uma falta de Alexandre Barboza no lado direito após um avanço que não trazia perigo.

A forte cobrança de falta de Erik encontrou com perfeição o atacante que superou Martín Silva e, assim, eliminou o time paraguaio da Libertadores.

O jogo havia sido dominado em mais de 70% pelo Libertad, comandado pelo argentino Daniel Garnero.

A única coisa que faltava era o gol decisivo que não veio apesar das inúmeras oportunidades que surgiram.

O 'Gumarelo' voltou para o segundo tempo com moral nas alturas após o gol de Santacruz, ex-Bayern de Munique e Manchester City, que finalizou de pé direito do centro da área, próximo à trave esquerda.

Após uma assistência do meia chileno Marcelo Díaz, o atacante avançou em meio a quatro marcadores que não ousaram derrubá-lo para não cometer pênalti.

- Rômulo entra e decide -No segundo tempo, a entrada no Libertad do meia William Mendieta tentou dar ao time uma precisão de que os donos da casa precisavam para conseguir o segundo gol e garantir a vaga.

Em uma jogada com Santacruz, ele perdeu uma chance aos 54 minutos e o goleiro Bento defendeu no alto uma bola que tinha endereço certo, aos 60 minutos.

Mas o time paranaense também levou perigo. O jovem atacante Vitor Roque (de 17 anos) desperdiçou uma magnífica oportunidade de marcar aos 69. Uma intervenção providencial de Martín Silva impediu o gol.

A equipe da casa seguia melhor, ainda mais após a entrada do meia Álvaro Campuzano e do atacante Antonio Bareiro, que tornaram a equipe ainda mais ofensiva.

Aos 75 minutos, Scolari observou que poderia apelar para o jogo aéreo e colocou Rômulo e Marcelo Cirino em um jogo que parecia que seria definido nos pênaltis.

A aposta deu certo. Rômulo subiu mais que todos e marcou o gol que jogou um balde de água fria nos sonhos do Libertad e colocou o Furacão na próxima fase.

hro/ma/aam

Esporte