PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Carlos Sainz (Ferrari) conquista no GP da Inglaterra sua primeira vitória na F1

03/07/2022 15h45

Silverstone, Reino Unido, 3 Jul 2022 (AFP) - O espanhol Carlos Sainz Jr. (Ferrari) conquistou a primeira vitória de sua carreira na Fórmula 1 neste domingo, no Grande Prêmio da Inglaterra, 10ª edição do Mundial, que foi interrompido após a largada durante uma hora devido a um acidente espetacular envolvendo vários carros, mas sem gravidade.

"Não sei o que dizer, é maravilhoso. Primeira vitória em 150 corridas com a Ferrari em Silverstone. É um dia muito especial", disse o piloto de 27 anos.

"Lutei com o equilíbrio. Não foi fácil, mas continuei acreditando que ainda poderia acontecer e precisava me manter na corrida - e o Safety Car veio e eu consegui", acrescentou.

"Não foi fácil! Eu estava nervoso durante o reinício do Safety Car", lembrou o espanhol.

O mexicano Sergio Pérez (Red Bull) e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) o acompanharam no pódio, enquanto o holandês Max Verstappen, ainda líder do Mundial de Pilotos após a corrida, só conseguiu terminar em sétimo ao volante de sua Red Bull depois de lutar com o alemão Mick Schumacher (Haas), que, oitavo, somou seus primeiros pontos na temporada.

- Acidente e protesto -Sainz, que pôs fim a uma sequência de seis vitórias da Red Bull, teve que esperar seu 150º Grande Prêmio para subir ao topo do pódio - no final de um GP marcado por um acidente espetacular envolvendo vários pilotos, entre eles o tailandês Alexander Albon (Williams) e o chinês Zhou Guanyu (Alfa Romeo).

Após os exames, o segundo deixou o centro médico "em bom estado de saúde", enquanto o primeiro foi transferido para o hospital "para exames por precaução".

Além disso, enquanto a corrida ainda estava parada, várias pessoas tentaram entrar na pista.

"Essas pessoas foram imediatamente removidas e o caso agora está nas mãos das autoridades locais", disse a Federação Internacional de Automobilismo.

Este ato foi reivindicado por um grupo ativista pelo clima, o Just Stop Oil, grupo que exige o fim da exploração de combustíveis fósseis no Reino Unido.

"Cinco militantes da Just Stop Oil interromperam o Grande Prêmio da Grã-Bretanha em Silverstone pulando na pista e sentando nela", disse a associação ambientalista em um comunicado.

Uma hora após o acidente, houve uma nova largada na lendária pista de Silverstone, onde eram esperados neste fim de semana mais de 400.000 espectadores, que não ficaram desapontados com o espetáculo.

- Silverstone: talismã para Sainz - As últimas voltas trouxeram uma bela briga pelo segundo lugar entre Pérez, Lewis Hamilton e o monegasco Charles Leclerc (Ferrari).

Pérez venceu a batalha e, em seguida, Hamilton duelou com Leclerc pelo terceiro lugar no pódio.

Embora tenha garantido "ter dado tudo hoje", Hamilton, sete vezes campeão mundial, registrou uma triste marca pessoal: o de maior número de corridas seguidas - 11 neste caso - sem vitórias.

No final desta corrida britânica, a 10ª da temporada, o Mundial de Pilotos permanece inalterado nas três primeiras posições: Verstappen soma 181 pontos e supera o seu companheiro de equipe Pérez (147 pontos) e Leclerc (138 pontos).

Mas todas as circunstâncias não desviaram Sainz de seu objetivo de vencer a corrida. Ele assumiu assim o lugar de Fernando Alonso (quinto neste domingo) que havia sido o último piloto espanhol a vencer um GP. E venceu em um circuito onde já brilhou no passado, nas categorias de base.

A próxima prova, o Grande Prêmio da Áustria no Red Bull Ring, está marcada para o dia 10 de julho, dentro de uma semana.

--- Classificação final do Grande Prêmio da Inglaterra em Silverstone:

1. Carlos Sainz Jr (ESP/Ferrari) 306,198 km em 2h 17:50.311

2. Sergio Pérez (MEX/Red Bull) a 3.779

3. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) a 6.225

4. Charles Leclerc (MON/Ferrari) a 8.546

5. Fernando Alonso (ESP/Alpine-Renault) a 9.571

6. Lando Norris (GBR/McLaren-Mercedes) a 11.943

7. Max Verstappen (HOL/Red Bull) a 18.777

8. Mick Schumacher (ALE/Haas-Ferrari) a 18.995

9. Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin-Mercedes) a 22.356

10.Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari) a 24.590

11.Lance Stroll (CAN/Aston Martin-Mercedes) a 26.147

12.Nicholas Latifi (CAN/Williams-Mercedes) a 32.511

13.Daniel Ricciardo (AUS/McLaren-Mercedes) a 32.817

14.Yuki Tsunoda (JPN/AlphaTauri-Red Bull) a 40.910

Melhor volta da corrida: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 1:30.510 na 52ª volta (média: 234,312 km/h)

Abandonos:

George Russell (GBR/Mercedes): acidente na 1ª volta

Alexander Albon (TAI/Williams-Mercedes): acidente na 1ª volta

Zhou Guanyu (CHN/Alfa Romeo): acidente na 1ª volta

Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo): problema mecânico na 21ª volta

Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri-Red Bull): problema mecânico na 26ª volta

Esteban Ocon (FRA/Alpine-Renault): problema mecânico na 37ª volta

- Mundial de pilotos:

1. Max Verstappen (HOL) 181 pts

2. Sergio Pérez (MEX) 147

3. Charles Leclerc (MON) 138

4. Carlos Sainz Jr (ESP) 127

5. George Russell (GBR) 111

6. Lewis Hamilton (GBR) 93

7. Lando Norris (GBR) 58

8. Valtteri Bottas (FIN) 46

9. Esteban Ocon (FRA) 39

10. Fernando Alonso (ESP) 28

11. Pierre Gasly (FRA) 16

12. Kevin Magnussen (DIN) 16

13. Sebastian Vettel (ALE) 15

14. Daniel Ricciardo (AUS) 15

15. Yuki Tsunoda (JPN) 11

16. Zhou Guanyu (CHN) 5

17. Mick Schumacher (ALE) 4

18. Alexander Albon (TAI) 3

19. Lance Stroll (CAN) 3

20. Nicholas Latifi (CAN) 0

21. Nico Hülkenberg (ALE) 0

Mundial de construtores:

1. Red Bull 328 pts

2. Ferrari 265

3. Mercedes 204

4. McLaren-Mercedes 73

5. Alpine-Renault 67

6. Alfa Romeo 51

7. AlphaTauri-Red Bull 27

8. Haas-Ferrari 20

9. Aston Martin-Mercedes 18

10.Williams-Mercedes 3

Obs.: Sebastian Vettel (ALE), positivo para Covid-19, ficou de fora dos dois primeiros Grandes Prêmios, e foi substituído por Nico Hülkenberg (ALE)

hdy/iga/aam

Esporte