PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Procuradoria investiga gestão da antiga diretoria do Barcelona

Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barcelona - Urbanandsport/NurPhoto via Getty Images
Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barcelona Imagem: Urbanandsport/NurPhoto via Getty Images

Da AFP

De Barcelona, Espanha

28/01/2022 11h40

A Procuradoria Provincial de Barcelona abriu uma investigação sobre a gestão do FC Barcelona, quando estava sob a diretoria anterior presidida por Josep Maria Bartomeu, informaram fontes do ministério público à AFP nesta sexta-feira.

O inquérito é consequência de uma denúncia apresentada na última quarta-feira à Promotoria pela atual diretoria do Barcelona, que Joan Laporta comanda desde março passado.

As investigações estão sendo realizadas pela área de crimes econômicos do Ministério Público, que terá que decidir se de fato algum tipo de ilegalidade poderia ter ocorrido.

A diretoria do Barça tomou essa medida com base no relatório 'forense', uma auditoria mais profunda do estado do clube, realizada como resultado da auditoria interna apresentada em outubro.

Na auditoria apresentada em outubro, o diretor-geral do clube, Ferran Reverter, afirmou que em março passado, quando a nova diretoria chegou, a entidade estava em "falência contábil" com uma dívida e compromissos futuros no valor de 1,35 bilhões de euros, problemas de caixa e uma vasta folha salarial.

Na apresentação dessa auditoria também foi revelado que estava sendo realizado este relatório 'forense', com o qual o clube tenta elucidar se poderiam ter ocorrido irregularidades na gestão do Barça.

Na próxima terça-feira, "os resultados do trabalho de investigação forense serão apresentados publicamente", informou o clube catalão na quarta-feira.

O presidente Laporta será responsável por anunciar esses resultados e "as ações já iniciadas pelo clube que consistem em apresentar uma queixa à Promotoria Provincial de Barcelona por fatos decorrentes das conclusões da investigação forense".

Barcelona