PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Nadal vence Berrettini e vai à final do Aberto da Austrália

28/01/2022 04h40

Melbourne, 28 Jan 2022 (AFP) - O espanhol Rafael Nadal ficou a uma única vitória do recorde masculino de 21 títulos de Grand Slams na carreira ao derrotar o italiano Matteo Berrettini na primeira semifinal do Aberto da Austrália nesta sexta-feira.

O tenista de 35 anos se mostrou muito sólido diante do jovem italiano, a quem venceu com parciais de 6-3, 6-2, 3-6 e 6-3 em 2 horas e 55 minutos e na final de domingo terá pela frente o russo Daniil Medvedev ou o grego Stefanos Tsitsipas que se enfrentam na outra semifinal.

Depois de meses afastado do circuito por lesão, período em que teve dúvidas se poderia retornar, Nadal pode bater o recorde de mais Grand Slams vencidos por um tenista masculino e quebrar o atual empate triplo que divide com o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic.

Questionado sobre a possível façanha em declarações na quadra logo após o final da partida, Nadal garantiu que para ele o importante é o Aberto da Austrália, o único 'major' que conquistou apenas uma vez (2009).

"Para mim, é mais sobre o Aberto da Austrália do que qualquer outra coisa", garantiu ele.

"Me sinto muito sortudo por ter vencido uma vez na minha carreira em 2009, mas nunca pensei que teria outra chance em 2022", disse ele.

"Então, vou tentar aproveitar a vitória de hoje e dar o meu melhor na final", acrescentou.

O espanhol entrou de forma arrasadora na quadra Rod Laver, com a cobertura aberta diante da intensa tempestade que caía em Melbourne.

A lesão degenerativa no pé esquerdo obrigou o espanhol a mudar seu estilo de jogo, reforçando seu serviço e buscando pontos mais rápidos. O desempenho até agora tem sido inquestionável, com nove vitórias e nenhuma derrota em 2022.

Durante os dois primeiros sets, Nadal acertou repetidamente com sua esquerda diante do backhand de Berrettini e respondeu bem ao saque e aos golpes de direita do adversário.

Em menos de uma hora e meia, ele já estava dois sets à frente e em três ocasiões conseguiu quebrar o saque de seu desesperado oponente, finalista em Melbourne no ano passado.

Mas no terceiro set veio a reação do italiano, que aproveitou um momento de maior imprecisão no saque de Nadal para quebrar seu serviço e forçar um quarto set.

Apesar de ter sido uma parcial final muito mais equilibrada do que as duas primeiras, o espanhol teve mais sucesso nos pontos decisivos e aproveitou o primeiro match point para garantir uma vaga na final.

rsm/dbh/dbh/pc/aam

Esporte