PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Com covid-19, Scaloni não viaja e desfalca Argentina contra o Chile

Técnico da Argentina, Lionel Scaloni desfalca time contra o Chile - Divulgação AFA
Técnico da Argentina, Lionel Scaloni desfalca time contra o Chile Imagem: Divulgação AFA

26/01/2022 18h10

Técnico da seleção argentina, Lionel Scaloni não viajará ao Chile para jogo contra a seleção local pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 por estar infectado com covid-19. O comandante fez o anúncio em coletiva realizada hoje.

Além de Scaloni, o assistente técnico Pablo Aimar e os atacantes Alexis Mac Allister e Emiliano Buendía também são desfalques. Aimar e Buendía tiveram contato com um infectado, e Mac Allister foi diagnosticado com a doença.

"Tanto Aimar quanto eu não poderemos fazer parte da delegação. Pablo está em sua casa há vários dias por ser um contato próximo. Completei o isolamento há vários dias, mas continuo dando (resultado) positivo e para entrar no Chile você precisa de um negativo", explicou Scaloni.

"Felizmente estamos classificados", disse o comandante, e espera que a Argentina seja "um time bem armado contra um adversário muito difícil. Que os jogadores que vão entrar em campo continuem mostrando que estão à altura".

Contra o Chile, Scaloni e Aimar serão substituídos no comando por Walter Samuel e Roberto Ayala, integrantes da comissão técnica da equipe campeã da Copa América 2021, anunciou o técnico.

"Eu tenho a equipe, mas eles não puderam confirmar quem vai jogar por causa de tudo o que está acontecendo com a questão da covid. Certamente não haverá contratempos, mas temos que esperar e sermos cautelosos", acrescentou Scaloni.

Classificada para o Mundial, a Argentina já havia perdido para esta rodada dupla das Eliminatórias seu capitão e artilheiro, Lionel Messi, que também contraiu a covid-19 em sua última visita ao país, em dezembro, e só recentemente voltou a jogar, no domingo com o PSG.

Desde o início do ano, a Argentina enfrenta uma terceira onda de covid-19, com média de mais de 100 mil casos e quase 300 mortes diárias. No total, mais de 8 milhões de infecções e 120.000 mortes foram registradas. 76% da população tem o esquema completo de duas doses da vacina.

A Argentina fará o segundo jogo desta rodada dupla das Eliminatórias Sul-Americanas contra a Colômbia, na terça-feira, 1º de fevereiro, na cidade de Córdoba.