PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Justiça aceita recurso, e jogador da seleção francesa não será preso

Lucas Hernández foi julgado e condenado em dezembro de 2019 a seis meses de prisão - Divulgação/Bayern
Lucas Hernández foi julgado e condenado em dezembro de 2019 a seis meses de prisão Imagem: Divulgação/Bayern

27/10/2021 06h23

O lateral esquerdo Lucas Hernández, do Bayern de Munique e da seleção francesa, não será detido por desobedecer uma medida restritiva imposta após uma briga com sua companheira, depois que a justiça espanhola aceitou nesta quarta-feira o recurso de apelação.

"Consideramos que deve ser aceito o recurso de apelação e concedida a suspensão da execução da pena privativa de liberdade imposta a Lucas François Bernard Hernández", anunciou a Audiência Provincial de Madri, um dia antes do fim do prazo para que o jogador iniciasse o cumprimento da pena de seis meses.

A suspensão da pena tem período de quatro anos e fica condicionada a que Lucas Hernández "não cometa nenhum delito durante o período", assim como ao pagamento de uma multa de 96 mil euros (R$ 620 mil).

O caso do francês começou em 2017, quando Lucas Hernández e sua companheira Amelia Lorente foram condenados por violência conjugal em fevereiro daquele ano a 31 dias de trabalho comunitário e a permanecer afastados e sem comunicação durante seis meses por um caso de violência conjugal mútua.

Apenas quatro meses mais tarde, já reconciliados, o jogador e a companheira foram interceptados no aeroporto de Madri, quando retornavam de uma viagem aos Estados Unidos.

O jogador foi retido por uma hora, antes de ser liberado, enquanto Amelia Lorente não foi detida porque ainda não havia sido comunicada formalmente da ordem de restrição.

Por este episódio, Lucas Hernández foi julgado e condenado em dezembro de 2019 a seis meses de prisão por violar a ordem de restrição determinada em fevereiro de 2017.

Esporte