PUBLICIDADE
Topo

Paris Saint-Germain

PSG pede punição a Real Madrid por 'falta de respeito' com Mbappé

Mbappé em ação durante partida do PSG contra o Rennes pelo Campeonato Francês - REUTERS/Stephane Mahe
Mbappé em ação durante partida do PSG contra o Rennes pelo Campeonato Francês Imagem: REUTERS/Stephane Mahe

09/10/2021 15h30

Diretor esportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo pediu uma punição ao Real Madrid por "assediar publicamente" o atacante Kylian Mbappé. O dirigente avalia a postura do clube merengue como "falta de respeito".

Em entrevista durante o Festival de Esportes, organizado pelo jornal "La Gazzetta dello Sport" em Trento, na Itália, Leonardo reclamou do assédio do clube espanhol ao atacante francês.

"Há um trabalho com Mbappé. Falam sobre ele publicamente há dois anos, como se fosse normal. Já informamos ao Real Madrid em várias ocasiões do nosso descontentamento", disse o brasileiro.

"É algo que deve ser sancionado (...) É falta de respeito", insistiu Leonardo, que especificou que o objetivo do PSG continua sendo a renovação do contrato do atacante, que termina no dia 30 de junho de 2022. A mãe do atacante, inclusive, informou que há conversas sobre um novo contrato com o clube francês.

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, declarou na última terça-feira que espera que a contratação de Mbappé pelo time espanhol seja "resolvida" em janeiro, quando o jogador estará livre para negociar com qualquer outra equipe. Horas depois, porém, o dirigente mudou o discurso ao dizer que foi mal interpretado.

A equipe merengue queria contratar o atacante francês no início desta temporada, e ofereceu 180 milhões de euros (208 milhões de dólares) pelo passe do campeão mundial em 2018. A oferta foi rejeitada pelo PSG.

Mbappé confirmou no início desta semana, em entrevista à rádio RMC, que informou ao PSG no meio deste ano sua intenção de deixar o clube.

Leonardo negou qualquer comparação na forma de atuação do Real Madrid com seu atacante com a maneira como o clube parisiense agiu para contratar o goleiro Gianluigi Donnarumma, garantindo que não negociou com o italiano até que o Milan anunciou oficialmente que não renovaria, já que ele era "um jogador livre".

Paris Saint-Germain