PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vôlei: Brasil perde de virada para russos e vai disputar o bronze

05/08/2021 10h42

Tóquio, 5 Ago 2021 (AFP) - O Brasil foi derrotado de virada pela equipe do Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês) nas semifinais do vôlei masculino dos Jogos de Tóquio, nesta quinta-feira, por 3 sets a 1, parciais de 18-25, 25-21, 26-24 e 25-23.

Com o resultado, a seleção brasileira vai disputar a medalha de bronze no sábado contra a Argentina, que foi derrotada por 3-0 (25-22, 25-19, 25-22) pela França na segunda semifinal.

A disputa do bronze será uma reedição da partida pelo terceiro lugar no vôlei masculino dos Jogos de Seul-1988, quando os argentinos venceram os brasileiros por 3-2.

A classificação para a final representa a primeira medalha da França no vôlei masculino olímpico. A Rússia, uma das potências do esporte, espera retomar o título conquistado em Londres-2012.

Na primeira semifinal, o Brasil de Bruninho, Wallace e Lucão, medalha de ouro nos Jogos Rio-2016, venceu o primeiro set na Ariake Arena contra os russos com facilidade e fechou a parcial por 25-18. A equipe do ROC se recuperou no segundo set e venceu por 25-21.

O momento crucial do confronto aconteceu no terceiro set, quando o time do técnico Renan Dal Zotto vencia por 20-12, mas permitiu a recuperação dos russos. Mesmo com uma vantagem de 23-19, a seleção permitiu a reação dos russos, que acabaram fechando a parcial por 26-24.

No quarto set, a disputa seguiu equilibrada até o placar de 22-22, quando os russos conseguiram abrir dois pontos de vantagem e fecharam a parcial e o jogo com 25-23.

"A maior dificuldade veio com os bloqueios. Não nos adaptamos a suas substituições. Estávamos ganhando no terceiro set, mas eles começaram a sacar muito bem e perdemos nosso equilíbrio. No quarto set, nossos problemas com os passes continuaram", resumiu o técnico brasileiro.

"Estamos tristes e frustrados, mas nosso objetivo é o pódio", completou Renan, que passou 36 dias internado depois de contrair covid-19, alguns deles na UTI, mas conseguiu se recuperar de um quadro grave para comandar o Brasil nos Jogos Olímpicos.

O maior pontuador da partida foi o russo Maxim Mikhaylov, com 22 pontos. O destaque brasileiro foi Leal, com 18.

Na primeira fase dos Jogos de Tóquio, a seleção do Comitê Olímpico Russo já havia derrotado o Brasil (por 3-0) pelo Grupo B.

Depois de disputar quatro finais consecutivas do torneio olímpico no vôlei masculino (ouro em Atenas-2004 e Rio-2016, prata em Pequim-2008 e Londres-2012), o Brasil precisa recuperar as forças para a disputa do bronze no sábado.

"Não conseguimos fazer o nosso jogo. Não temos explicação. A Rússia jogou extremamente bem. No terceiro set, eles sacaram bem e nosso passe não funcionou. No quarto, eles foram mais pacientes", declarou o oposto Wallace.

O levantador Bruninho também destacou o contra-ataque da equipe russa.

"O contra-ataque deles era muito forte e não conseguimos bloquear. Também não sacamos bem. Agora só nos resta lutar pela medalha de bronze", disse.

gbv/dr/fp

Esporte