PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Boxe: Beatriz Ferreira vence finlandesa e vai em busca do ouro em Tóquio

05/08/2021 04h57

Tóquio, 5 Ago 2021 (AFP) - A boxeadora brasileira Beatriz Ferreira passou para a final da categoria peso leve (57-60kg) nos Jogos de Tóquio, nesta quinta-feira, ao derrotar a finlandesa Mira Marjut Johanna Potkonen, em decisão unânime dos árbitros (5 a 0).

Atual campeã mundial da categoria, a baiana de 28 anos dominou a luta do início ao fim e comemorou a vitória com uma pequena dança no ringue, enquanto Potkonen, de 40 anos e bronze na Rio-2016, chorava inconsolavelmente em seu canto.

Agora, Bia vai em busca do primeiro ouro olímpico para o boxe feminino brasileiro na madrugada de domingo, contra a irlandesa Kellie Anne Harrington, que em sua semifinal derrotou a tailandesa Sudaporn Seesondee. Até o momento, o Brasil conquistou apenas um bronze com Adriana Araújo, em Londres-2012, na estreia da categoria feminina nas Olimpíadas.

Na manhã desta quinta-feira no Japão, numa semifinal que reuniu duas lutadoras que já haviam se enfrentado três vezes antes (com duas vitórias para a europeia e uma para a sul-americana), Beatriz Ferreira fez um primeiro round avassalador, atacando com velocidade e deixando a adversária sem poder de reação, com os juízes marcando 5 a 0 para a brasileira.

Na etapa seguinte, Bia foi um pouco mais conservadora, investindo em contra-ataques, dando algumas oportunidades de reação à boxeadora da Finlândia, que mesmo assim chegou a perder o equilíbrio no ringue (4 a 1).

No terceiro round, apesar de dar sinais de cansaço, a lutadora da Bahia manteve-se na ofensiva e conseguiu levar o duelo até o fim, sem levar sustos, obtendo nova vitória por 5 a 0 e o direito de buscar o histórico primeiro lugar no pódio olímpico.

"Eu quero (a medalha) dourada, vou brigar até o fim. Vamos adiante, vamos subir no pódio, ficar no lugar mais alto e ouvir o nosso hino. Vai ser difícil tirar ela de mim. Treinei o tempo todo pra isso", declarou Bia depois da luta, em entrevista ao canal SporTV.

O Brasil, que chegou à capital japonesa com sete boxeadores, já conquistou uma medalha de bronze com Abner Teixeira, no peso pesado, e tem ainda Hebert Conceição na final do peso médio (até 75kg). Ele enfrentará o ucraniano Oleksandr Khyzniak , na madrugada de sábado, a partir das 02H45 (horário de Brasília).

O pugilista baiano de 23 anos, que também lutou nesta quinta-feira, derrotou na semifinal o russo Gleb Bakshi, atual campeão mundial.

Agora, Beatriz Ferreira e Hebert Conceição têm a oportunidade de repetir o feito de Robson Conceição, medalhista de ouro na categoria leve nos Jogos do Rio.

gbv/psr/lca

Esporte