PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Basquete: Estados Unidos vencem Espanha e vão às semifinais do masculino

03/08/2021 10h47

Saitama, Japão, 3 Ago 2021 (AFP) - A seleção masculina de basquete dos Estados Unidos garantiu vaga na semifinal dos Jogos de Tóquio ao derrotar nesta terça-feira a Espanha por 95 a 81.

Os Estados Unidos, atuais tricampeões olímpicos, seguem na busca de mais uma medalha olímpica. Nas semifinais, os americanos enfrentarão a Austrália.

O cestinha da partida foi o armador espanhol Rick Rubio com 38 pontos. O destaque americano foi Kevin Durant, com 29.

A partida representou a despedida de Pau Gasol, ídolo do basquete espanhol de 41 anos, da seleção de seu país.

"É o meu último jogo com a seleção com certeza, vamos ver se vai ser o último da minha carreira. Obrigado a todos por estarem sempre presentes. De coração", declarou Pau Gasol.

Ele disputou sua quinta Olimpíada - com a conquista de três medalhas, duas pratas e uma de bronze. Na partida contra os americanos, atuou por apenas seis minutos e não pontuou.

Seu irmão Marc também confirmou que não vai continuar a vestir a camisa da seleção espanhola.

Esta foi a quinta derrota dos espanhóis, atuais campeões mundiais, para os americanos nas últimas cinco edições das Olimpíadas (quartas de final em Atenas-2004, finais em Pequim-2008 e Londres-2012 e semifinal na Rio-2016).

A Espanha chegou à capital japonesa como uma das candidatas à medalha, mas a derrota para a Eslovênia na fase de grupos colocou a equipe dos irmãos Gasol no caminho dos campeões olímpicos.

A outra semifinal será disputada por Eslovênia e França.

Nas quartas de final, os eslovenos, liderados por Luka Doncic, venceram a Alemanha por 94-70, com direito a 20 pontos, 11 assistências e oito rebotes do astro do Dallas Mavericks da NBA.

Os franceses, liderados pelo trio Evan Fournier, Rudy Gobert e Nicolas Batum, garantiram vaga entre os quatro primeiros com uma vitória de 84-75 sobre a Itália.

Na última partida das quartas de final, a Austrália se classificou para enfrentar a seleção americana ao atropelar a Argentina por 97-59.

O cestinha da partida foi o armador australiano Patty Mills com 18 pontos.

O jogo representou a despedida de Luis Scola da seleção argentina. O ala-pivô de 41 anos é o último remanescente na equipe nacional da 'geração dourada', que conquistou a medalha de ouro em Atenas-2004 e o bronze em Pequim-2008.

lca/fp

Esporte