PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Futebol feminino: Canadá vence (1-0) e elimina EUA nas semis; Suécia derrota Austrália

02/08/2021 10h37

Kashima, Japão, 2 Ago 2021 (AFP) - O Canadá surpreendeu nos Jogos de Tóquio-2020 e eliminou os Estados Unidos (1-0), seleção tetracampeã olímpica, com um gol de pênalti de Jessie Flemming na reta final da partida (minuto 75), e vai disputar a medalha de ouro na grande final, na sexta-feira.

As canadenses, que eliminaram o Brasil nos pênaltis nas quartas de final, vão enfrentar a Suécia na decisão, depois que as europeias venceram a Austrália (1-0) na segunda semifinal.

A partida desta segunda-feira, no Estádio Kashima, na província de Ibaraki, teve poucas chances de gol criadas pelas duas equipes.

A primeira má notícia para os Estados Unidos foi a lesão da goleira Alyssa Naeher, que brilhou nas quartas de final contra a Holanda, quando defendeu três pênaltis.

Já no segundo tempo, com 0 a 0 no placar, a zagueira Tierna Davidson cometeu uma falta dentro da área sobre a meia Deane Rose, que havia conseguido tocar na bola primeiro. A infração foi revista pelo VAR e a penalidade máxima confirmada.

A meia Jessie Fleming não falhou e mandou a bola no canto esquerdo do gol. A goleira substituta Adrianna Franch até adivinhou o canto, mas não conseguiu defender.

O Canadá foi bronze no Rio-2016 e em Londres-2012.

Os Estados Unidos não chegam à decisão pelos segundos Jogos Olímpicos consecutivos.

As americanas, atuais campeãs mundiais, levaram o ouro em 1996 (na estreia do futebol feminino em Olimpíadas), 2004, 2008 e 2012. Também ficaram com a medalha de prata em 2000.

- Suécia também na final -A Suécia venceu a Austrália por 1 a 0 com um gol da atacante Fridolina Rolfö no início do segundo tempo (minuto 46) e terá uma nova chance de conquistar a medalha de ouro olímpica no futebol feminino.

O gol sueco surgiu em uma jogada de sorte das escandinavos, com um chute de Filippa Angeldahl que desviou em uma defensora e depois bateu na trave, provocando um rebote que Fridolina Rolfö aproveitou para marcar.

Agora, a Suécia vai tentar na sexta-feira no Estádio Olímpico de Tóquio, conquistar o ouro inédito que lhe escapou na Rio-2016, quando perdeu a final para a Alemanha por 2 a 1.

Já as australianas, que disputavam a primeira semifinal em uma edição de Jogos Olímpicos, vão lutar por uma honrosa medalha de bronze contra os Estados Unidos um dia antes no estádio Kashima.

djm/psr/aam

Esporte