PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mayra Aguiar: ganhar 4kg em dois dias para tentar medalha no judô por equipes mistas

31/07/2021 08h14

Tóquio, 31 Jul 2021 (AFP) - Mayra Aguiar engordou mais de quatro quilos em apenas dois dias para tentar conquistar sua segunda medalha no judô nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A brasileira chegou muito perto de conseguir esse feito neste sábado (31).

Na quinta-feira (29), Mayra, de 29 anos, conquistou o bronze na categoria até 78 kg, mesmo metal que ganhou em Londres-2012 e em Rio-2016.

Logo após seu terceiro lugar, a brasileira foi convocada para substituir Maria Suelen Altherman, de 118 kg, no último minuto, que sofreu uma lesão séria no joelho. Para poder competir, precisou ficar acima dos 80 kg.

A judoca passou dos 77,7 kg, na quinta-feira, para 81,6 kg, na sexta (30), e continuou ganhando peso até o dia da competição, neste sábado. Ela enfrentaria rivais muito mais pesadas.

Infelizmente para Mayra, o Brasil foi derrotado nas quartas de final por 4 a 2 diante da Holanda, ainda que a medalhista de Porto Alegre tenha saído vitoriosa do combate com a holandesa Guusje Steenhuis.

Na repescagem, em busca de uma das duas medalhas de bronze, o Brasil voltou a perder, desta vez para Israel, também por 4-2. Mais uma vez, Mayra foi uma das integrantes da equipe brasileira a vencer a disputa.

"Tenho um gosto amargo por essas derrotas. É uma competição por equipes, uma competição diferente. Vejo como uma coisa de conjunto, onde cada um de nós se entregou. Mostramos que somos uma equipe forte. Mas infelizmente não ganhamos", lamentou, no final da competição.

- Judô por equipes -Depois da decepção por não levar a segunda medalha, Mayra evocou a ginasta americana Simone Biles e os problemas que ela teve em Tóquio para dominar sua mente e poder competir - uma atleta destinada a ser a estrela dos Jogos, com possibilidade de seis ouros.

"Nunca vou julgar nenhum atleta. É muito duro. Nosso corpo, nossa alma e nossa carreira é tudo. É duro competir e arriscar tudo. Cada atleta tem sua vida, e cada pessoa tem sua vida", afirmou a brasileira.

É a primeira vez que o judô por equipes participa dos Jogos Olímpicos. Competidores de seis categorias e de diferentes pesos, três homens e três mulheres, disputam seis lutas contra uma seleção adversária.

A lutadora de Porto Alegre mostrou que consegue atuar em todas as frentes. A então menina, cujos pais fizeram buscar uma atividade esportiva para descarregar toda sua energia, e que passou pelo atletismo e pela natação até chegar ao judô, estabeleceu desafios e os supera a cada competição.

No último deles, ganhou pelo menos 5 kg em dois dias, para subir uma categoria. Mayra não apenas conseguiu fazer isso, como venceu suas duas lutas de duplas dos Jogos Olímpicos. Pena que o esforço não foi suficiente para dar a medalha ao Brasil.

psr/dr/tt

Esporte