PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Jovem' Espanha tem pela frente a Polônia de Lewandowski e uma Suécia talentosa

11/06/2021 00h54

Madri, 11 Jun 2021 (AFP) - A jovem geração espanhola dirigida pelo técnico Luis Enrique Martínez sonha com uma façanha na Eurocopa (que começa nesta sexta-feira 11 de junho e termina no dia 11 de julho), mas primeiro precisa superar um difícil Grupo E contra a Polônia do astro Robert Lewandowski e uma Suécia talentosa.

Uma década após a incrível trinca Euro-2008, Copa do Mundo-2010 e Euro-2012, a Espanha quer voltar a erguer um grande troféu. Com um conhecido treinador no comando e um lote de jovens talentos dispostos a mostrar seu valor, a 'Roja' encara a Euro com um certo otimismo.

Desde seu retorno à seleção em novembro de 2019, depois de deixá-la por alguns meses para cuidar de sua filha Xana (que morreu de câncer ósseo aos nove anos), Luis Enrique teve tempo para promover a estreia de jogadores e fazer algumas experiencias... até a última janela internacional em março, quando fez alguns ajustes finais.

O desafio será disputar o torneio continental com um elenco repleto de jovens, com pouca experiência na seleção, como Pedri (18 anos), Eric García (20 anos), Ferran Torres (21 anos), Unai Simon (23 anos), Pau Torres (24 anos), Adama Traoré (25 anos) e Marcos Llorente (26 anos), com menos de dez partidas cada.

Luis Enrique não só surpreendeu com esta lista de jovens, mas também elaborou uma lista de convocados, na qual, pela primeira vez, não há jogador do Real Madrid para uma fase final de um grande torneio.

Assim, se destaca a ausência do emblemático capitão Sergio Ramos, que, machucado, quase não jogou na segunda parte da temporada.

- Sevilha e São Petersburgo -"Não é a lista que eu queria a partir do momento em que há jogadores que não podem estar presentes por estarem lesionados", reconheceu Luis Enrique, que, no entanto, mostra toda a sua confiança no grupo que possui.

"Estou convencido de que podemos fazer um bom trabalho e de que somos uma das cinco ou seis seleções que em chances (de título) nesta Eurocopa", disse 'Lucho' na quinta-feira da semana passada, admitindo, no entanto, que a tarefa será árdua.

Por isso, Luis Enrique confia em que a torcida sevilhana empurre a 'Roja'.

Embora Bilbao tenha sido a cidade inicialmente planejada pela Uefa para receber as partidas da primeira fase na Espanha, as rígidas exigências sanitárias impostas pela região basca levaram o órgão europeu a transferir a sede para Sevilha.

Dessa forma, será no estádio de La Cartuja que a Espanha disputará seus três primeiros jogos: a Roja estreia em 14 de junho (16h00, horário de Brasília) contra a Suécia do jovem e brilhante atacante da Real Sociedad, Alexander Isak.

Depois vem o duelo contra a Polônia de Robert Lewandowski no dia 19 de junho (16h00, de Brasília), antes de encerrar sua participação na fase de grupos com uma partida contra a Eslováquia em 23 de junho (13h00, de Brasília). As demais partidas deste grupo acontecerão na cidade russa de São Petersburgo.

A Espanha encara esta Eurocopa com um objetivo em mente: apagar os maus resultados obtidos na Euro de 2016 na França e na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, em que foi eliminada nas oitavas de final nas duas ocasiões. E começar uma nova era.

pve-gr/psr/aam

Esporte