PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Presidente da Uefa quer 'reconstruir a unidade' do futebol europeu

21/04/2021 09h38

Lausana, Suíça, 21 Abr 2021 (AFP) - O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, saudou nesta quarta-feira a saída dos seis clubes ingleses que estavam entre os doze fundadores de uma Superliga independente, prometendo "reconstruir a unidade" do futebol europeu e "avançar juntos".

"O importante agora é seguir em frente, reconstruir a unidade que este esporte tinha antes e seguir em frente juntos", declarou o dirigente esloveno.

Ceferin, que na terça-feira havia deixado a porta aberta para dissidentes caso eles quisessem recuar, repetiu que é "admirável admitir um erro e essas equipes cometeram um grande erro".

"Mas eles estão de volta agora e sei que têm muito a oferecer, não só para as nossas competições, mas também para todo o futebol europeu", acrescentou.

Entre os times ingleses que abandonaram a ideia de participar deste torneio que seria um rival da Liga dos Campeões, organizada pela Uefa, dois estão classificados para as semifinais da atual edição da competição continental, Chelsea e Manchester City, e corriam o risco de serem excluídos desse evento.

Entre os demais dissidentes (três espanhóis e três italianos), ainda há outro semifinalista do torneio europeu, o Real Madrid, que na próxima semana enfrentará o Chelsea por uma vaga na decisão da Liga dos Campeões.

cfe/chc/bl-dr/lca

Esporte