Topo

Esporte


Brasil vence a França de virada e enfrenta o México na final do Mundial Sub-17

14/11/2019 22h32

Gama, Brasil, 15 Nov 2019 (AFP) - O anfitrião Brasil se classificou nesta quinta-feira para a final do Mundial Sub-17 ao vencer a França por 3 a 2 com uma espetacular virada no segundo tempo, quando ainda perdia por 2 a 0 para os 'Bleus'.

O Brasil, única seleção invicta do torneio, vai enfrentar no domingo, na final, a seleção do México, que mais cedo havia derrotado a Holanda na outra semifinal, em uma decisão por pênaltis.

No duelo entre as duas melhores equipes do torneio até agora, Brasil e França dominaram cada um uma etapa da partida.

Em boa forma e com avanços velozes pelas pontas, principalmente pelo lado esquerdo, os 'Bleus' abriram dois gols de vantagem antes dos primeiros 15 minutos.

Aos 7, o grande destaque da equipe, o meia-atacante Adil Aouchiche, deu um passe em profundidade por entre a defesa brasileira para Arnaud Kalimuendo-Muinga, que chutou para o gol na saída do goleiro Matheus Donelli.

Longe de de acomodar, os franceses seguiram atacando e conseguiram ampliar aos 13 minutos, quando uma jogada elaborada a partir da defesa terminou com Nathanel Mbuku entrando em velocidade na área pela esquerda, passando entre dois defensores e marcando o segundo gol francês.

O Brasil jogou sob pressão e foram ouvidas vaias dos 13.587 espectadores que compareceram ao Bezerrão, em Gama, impacientes com a falta de ousadia da Seleção.

- Virada no segundo tempo -A história mudou por completo na segunda etapa, quando a França diminuiu o ritmo e o Brasil aproveitou para empatar a partida nas poucas chances claras que teve.

Após um escanteio, Kaio Jorge cabeceou dentro da pequena área e diminuiu (62), o que animou a torcida e deu fôlego ao Brasil.

Quatorze minutos depois (76), um cruzamento da esquerda de Daniel Cabral, após uma grande jogada individual, acabou sobrando para Gabriel Veron mandar para o fundo da rede e empatar o duelo.

Quando tudo parecia indicar que a partida terminaria decidida nos pênaltis, após um gol francês anulado por impedimento, o goleiro Donelli lançou a bola rapidamente ao ataque, onde Lázaro dominou, se livrou de seu marcador e mandou uma bomba sem chances para o goleio Melvin Zinga (89).

Com a classificação garantida, o Brasil poderá se vingar da derrota sofrida em 2005 na final do torneio diante do México.

Essa será a sexta final da Seleção Brasileira, que soma três títulos da categoria (1997, 1999 e 2003) e que volta à final 14 anos depois da última vez.

prb/cl/aam

Esporte