Topo

Futebol feminino


Secretária-geral da Fifa recomenda que Copa feminina tenha 32 seleções

Fatma Samoura, secretária-geral da Fifa - AFP PHOTO / GREG BAKER
Fatma Samoura, secretária-geral da Fifa Imagem: AFP PHOTO / GREG BAKER

26/07/2019 17h39

Fatma Samoura, secretária-geral da Fifa, recomendou que a Copa do Mundo feminina seja ampliada para 32 seleções participantes, em uma carta à qual a agência AFP teve acesso nesta sexta-feira.

A dirigente senegalesa fez um pedido ao Conselho da Fifa para que "aprove a decisão de ampliar o Mundial (feminino)" rapidamente. A próxima reunião do Conselho, que administra o futebol mundial, está prevista para o dia 23 de outubro, em Xangai.

"A Fifa está certa de que uma Copa com 32 seleções proporcionaria um torneio altamente competitivo", diz nesse documento.

No dia 5 de julho, em Lyon, dois dias antes da final do Mundial na França, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, havia proposto um plano para a expansão do futebol feminino.

Um dos cinco pontos lançados por Infantino foi o aumento de 24 para 32 seleções participantes para a Copa de 2023.

A Copa do Mundo masculina foi ampliada recentemente por decisão da Fifa. A edição de 2026 terá 48 seleções no lugar das 32 atuais.

Nove candidatos estão na disputa para sediar o Mundial feminino de 2023: Austrália, Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Japão, África do Sul, Coreia do Sul (em uma possível parceria com a Coreia do Norte) e a Nova Zelândia.

Mais Futebol feminino