PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Galo perde para o Nacional e é lanterna do Grupo E na Libertadores

12/03/2019 23h51

Montevidéu, 13 Mar 2019 (AFP) - O Atlético Mineiro foi derrotado por 1 a 0 pelo Nacional, nesta terça-feira em Montevidéu pelo Grupo E da Copa Libertadores-2019, e caiu para a lanterna da chave, ainda sem pontuar após duas partidas.

Jogando no estádio do Nacional, o Gran Parque Central da capital uruguaia, o Atlético teve enorme dificuldade para levar perigo ao adversário e foi derrotado com um gol de Gonzalo Bergessio aos 26 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Atlético caiu para a lanterna do Grupo E com duas derrotas em duas rodadas, enquanto o Nacional é o líder isolado da chave com perfeitos 6 pontos.

Vindo de derrota em casa na estreia no grupo para o Cerro Porteño, o Galo deu pinta de que buscaria a vitória mesmo jogando na casa do Nacional.

No primeiro tempo, os comandados de Levir Culpi dominaram a posse de bola e foram mais perigosos que os anfitriões, mas se contentavam com chutes de fora da área.

Foi assim que o Galo criou sua melhor chance de balançar as redes no jogo, em um jogada despretensiosa de José Welison, que escorregou ao tentar a sorte de longe e viu a bola bater na trave do goleiro Conde (34 min).

No segundo tempo, o Atlético continuou com dificuldade para furar o sistema defensivo do Nacional. Apesar de dominar a posse de bola, o Galo teve que se contentar em tocar a bola de um lado para o outro do campo, sem assustar o gol uruguaio.

- Nacional acorda -Aos poucos, o Nacional percebeu que faltava ao time mineiro poder de conclusão. Assim, os uruguaios foram ganhando confiança para atacar, recolocando a torcida no jogo e empurrando o Galo para seu próprio gol.

Nesse cenário, o caminho escolhido pelo Uruguai para chegar ao gol do Galo foi a ala esquerda, nas costas do lateral Patric, que não conseguia acompanhar a velocidade das tramas dos anfitriões.

O gol uruguaio parecia questão de tempo, e ele saiu aos 26 minutos após ótima jogada de Viña, que recebeu na esquerda e cruzou na medida para Beregessio cabecear colocado no contrapé de Victor.

Em vantagem no placar, o Nacional mudou a postura e recuou, chamando o Atlético ao ataque para tentar surpreender o time de Levir Culpi no contra-ataque.

O técnico do Galo até tentou seguir o roteiro desenhado pelo Nacional, tirando Patric e Jair para a entrada de Guga e Chará, dando mais qualidade ao time.

Mas não deu certo. Nas poucas vezes que chegou à área do Nacional, o Atlético mostrou que não estava em seu dia e somente um chute para fora de Ricardo Oliveira aos 31 minutos chegou perto de assustar o gol de Conde.

O Galo volta a campo no dia 3 de abril para enfrentar o Zamora venezuelano (3º, não pontuou) em Belo Horizonte. Já o Nacional viajará um dia antes para encarar o Cerro Porteño (2º, 3 pts) no Paraguai.

mr/am

Esporte