PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Tottenham foca na Champions; ao Dortmund só resta a Bundesliga

05/03/2019 22h01

Dortmund, Alemanha, 6 Mar 2019 (AFP) - Quase sem chances na Premier League e eliminado da FA Cup e da Copa da Liga inglesa, o Tottenham mantém a 'Champions' como sua tábua de salvação desta temporada depois de eliminar nesta terça-feira o Borussia Dortmund (1-0, 3-0 na ida), se classificando para as quartas de final.

Já o time alemão mergulhado em uma crise desde o início de fevereiro devido aos últimos resultados, controlou a partida e criou as melhores chances, mas o atacante inglês Harry Kane (49) garantiu a classificação para o time do técnico argentino Mauricio Pochettino, que volta a fazer parte do grupo dos oito melhores da Europa pela primeira vez desde 2011.

O goleiro campeão mundial pela seleção francesa, Hugo Lloris, foi o melhor do time, especialmente no primeiro tempo, diante de um Dortmund que desde o início partiu para o ataque disposto a marcar um gol e acreditar em uma virada no Signal Iduna Park.

"Hugo foi excelente, oferecemos mais chances do que esperávamos, mas o futebol é assim, neste tipo de jogos, quando você já ganhou por 3 a 0 na ida, é muito difícil. Eles não tinham nada a perder", disse Pochettino.

O técnico suíço Lucien Favre decidiu acionar seu arsenal ofensivo completo, com o inglês Jadom Sancho, Mario Götze, Marco Reus, o português Raphael Guerreiro e o espanhol Paco Alcácer em campo, com o belga Axel Witsel como único jogador protegendo a defesa.

- Lloris e Kane brilham -Aos 16 minutos Alcácer assustou com um chute forte que foi para fora por pouco, embora a jogada tenha sido anulada devido a um impedimento. Marco Reus obrigou Lloris a fazer uma defesa em dois tempos aos 20 minutos. Mas o placar não saiu do 0 a 0 até o segundo tempo, quando o Tottenham teve sua primeira chance clara logo aos 4 minutos que o atacante Harry Kane não desperdiçou diante do goleiro suíço Roman Burki.

Foi o gol de número 14 de Kane em seus últimos 17 jogos de Champions. O jogador esteve ausente durante seis semanas devido a uma lesão no tornozelo e voltou no dia 23 de fevereiro.

"Conforme estávamos esperando, eles pressionaram nos primeiros 20 minutos, meia hora... Mas nos mantivemos sólidos juntos. Graças a nossa atitude, nosso trabalho de equipe, fomos muito bem sucedidos", disse Lloris.

Já do lado do Borussia Dortmund, houve decepção com as finalizações na primeira etapa. "Tínhamos que ter marcado antes do intervalo, tivemos muitas chances de marcar mas infelizmente não conseguimos aproveitá-las", reconheceu o capitão Marco Reus.

Pochettino havia prometido "jogar para ganhar a partida", e para isso colocou em campo seu melhor atacante, sacrificando o espanhol Fernando Llorente, autor de um gol no jogo de ida.

Ao Dortmund só resta a luta pela Bundesliga, que segue liderando, mas em uma posição mais delicada do que nunca.

O Tottenham, a dez pontos do líder Liverpool na Premier League, campeonato em que está há três rodadas seguidas sem vencer, tem na Champions League sua tábua de salvação nesta temporada.

Com as defesas de Lloris (até cinco nesta terça-feira), os gols de Kane e o bom jogo que Pochettino propôs, o time londrino mostrou confiança e deu um recado a seus futuros adversários.

bur/iga/pm/aam

Esporte