PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Neymar diz que vive 'típico filme de super-herói'

30/01/2019 15h42

Paris, 30 Jan 2019 (AFP) - O atacante Neymar, que sofreu uma lesão no pé direito, poderá retornar aos gramados no prazo de 10 semanas, no início de abril, anunciou nesta quarta-feira (30) o Paris Saint-Germain.

Com isso, o craque vai perder as oitavas de final da Champions League contra o Manchester United, mas estaria em condições para jogar as quartas.

"Chegou-se a um consenso para propor a Neymar um tratamento conservador de sua lesão no quinto metatarso direito", afirma um comunicado divulgado pelo clube, que descarta a possibilidade de uma nova cirurgia.

"Típico filme de super-herói. Começa a parecer que vai dar tudo errado né, aí vem o final e nos mostra que lutar por seus objetivos, vem a vitória", escreveu Neymar em sua conta do Instagram.

- 'Total concordância' -"Na terça-feira o PSG reuniu um grupo de especialistas mundialmente reconhecidos para fazer uma avaliação completa da lesão no pé direito sofrida por Neymar. Informado desta recomendação, o atacante internacional brasileiro do Paris Saint-Germain estava em total concordância com o protocolo", explicou o clube.

"Trata-se de uma consolidação simples do osso afetado, mediante tratamento ortopédico, que pode ser acompanhado em maior ou menor medida de injeção de células tronco", disse um especialista em recuperação esportiva à AFP.

A outra opção, uma operação, suporia o fim da temporada para Neymar, como já ocorreu no ano passado quando se lesionou em fevereiro, perdeu as oitavas da Champions contra o Real Madrid e chegou na Copa do Mundo sem estar 100%.

Neymar sentiu dores no pé direito e e teve que deixar o campo durante a vitória por 2 a 0 sobre o Strasbourg na quarta-feira, pela Copa da França, após uma entrada de um jogador do time adversário.

Horas depois o PSG comunicou que os primeiros exames médicos "mostraram uma reativação dolorosa da lesão no quinto metatarso direito" e que o tratamento dependeria "da evolução nos próximos dias".

Um sinal da crescente angústia é que o técnico da seleção brasileira Tite viajou para visitar a estrela em sua casa em Paris. O Brasil se prepara para disputar a próxima Copa América, competição que o país vai sediar entre os dias 14 de junho e 7 de julho.

O chefe do departamento médico da Seleção, Rodrigo Lasmar, que já operou Neymar em março de 2018 após a fratura do quinto metatarso do pé direito, também viajou para examinar o craque.

- Paredes e Gueye? -Neymar, que vivia ótima fase com 20 gols e 9 assistências, deixa um vazio no ataque do PSG, que terá que encarar o duelo com o United, renascido sob o comando de Ole Gunnar Solskjaer, só com Kylian Mbappé e Edinson Cavani no ataque.

A equipe parisiense pelo menos reforçou na terça-feira seu meio de campo com a chegada do argentino Leandro Paredes. Além disso nas próximas horas poderá incorporar o senegalês Idrissa Gueye, o que abriria o leque de opções táticas do técnico Thomas Tuchel.

Sem Neymar, o treinador tem três partidas - Lyon e Bordeaux no campeonato, e Villefranche-sur-Saône na Copa da França - para armar seu quebra-cabeças antes do duelo contra os Diabos vermelhos.

Tuchel já começou a adaptar o sistema tático da equipe, dando mais responsabilidade ofensiva ao argentino Ángel Di María, o jogador que mais se destacou na vitória por 4 a 1 contra o Rennes no último domingo, ou aproveitando a versatilidade de Dani Alves para que acompanhe no ataque a dupla Mbappé-Cavani.

Con uma volta programada para abril, Neymar terá a oportunidade de provar que seu pé direito está completamente recuperado logo na época das disputas por títulos. Mas para poder estar na final da Champions, no dia 1°de junho em Madri, precisa em primeiro lugar que seus companheiros deem conta do recado diante do Manchester United.

Esporte