PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Conheça Isak, o "pequeno Ibra" que enche os olhos do Borussia Dortmund

Florian Choblet
Imagem: Florian Choblet

25/10/2017 19h07

Berlim, 25 Out 2017 (AFP) - Com apenas 18 anos, o sueco Alexander Isak defende o time B do Borussia Dortmund a espera de uma chance: apelidado de "Pequeno Ibra", o atacante foi titular e melhor em campo pela primeira vez na Copa da Alemanha na goleada sobre o Magdeburg.

O jovem jogador marcou um gol, deu uma assistência e foi o motor do ataque da equipe contra o adversário da terceira divisão. Por conta da atuação, os elogios não demoraram para chegar: "há um mês completava 18 anos e agora assume as rédeas" destacou o jornal Bild.

"Sua formação está longe de estar terminada, mas tem um potencial enorme", avaliou o companheiro Nuri Sahin. Já o treinador Peter Bosz tentou evitar a euforia e foi cauteloso: "com Aubameyang pela frente não é fácil. Quando a oportunidade chegar ele precisa aproveitar, e foi o que fez".

Contra o Magdeburg, o atacante gabonês sofreu com dores no joelho e foi poupado. Isak foi titular pela primeira vez, depois de jogar com o time principal quatro vezes ao sair do banco de reservas para entrar a menos de dez minutos no fim do jogo.

Atual líder da Bundesliga, o Borussia é especializado em encontrar e formar jovens talentos. O time foi buscar Isak no início do ano e o contratou ao AIK sueco por 8,6 milhões de euros. O objetivo é transformá-lo no sucessor de Pierre-Emerick Aubameyang no ataque do time.

"Não sou Zlatan", disse ele. Em seu país, o jovem é considerado a grande esperança para a seleção da Suécia, saudosa do craque Zlatan Ibrahimovic. Mas o Dortmund ainda prefere proteger a pérola ainda bruta, sem expor demais o jogador.

O nome de Isak não é desconhecido do grande público. No dia 12 de janeiro, com apenas 17 anos e 113 dias, Aleksander se tornou o artilheiro mais jovem da história da seleção da Suécia ao balançar as redes em amistoso contra a Eslováquia.

Sua precisão técnica e rápida tomada de decisões chamaram a atenção de olheiros de grandes clubes europeus. No entanto, o Borussia Dortmund tomou a frente a fechou com o jogador em janeiro de 2017. Por outro lado, o físico ainda pouco desenvolvido é um problema para a Bundesliga, conhecida por defensores fortes e altos.

Diante dos jornalistas, na terça-feira (24) pela noite, o jogador mostrou timidez após grande atuação: "Foi um grande jogo para mim. Me deram uma oportunidade e eu aproveitei", afirmou Isak. O jovem fez questão de evitar qualquer comparação com Ibrahimovic: "não, não sou Zlatan. Sou Alex", sentenciou.

Esporte