PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dembélé no Barça: "Não estou aqui para substituir Neymar"

28/08/2017 13h07

Barcelona, 28 Ago 2017 (AFP) - "Não estou aqui para substituir Neymar": o francês Ousmane Dembélé, apresentado nesta segunda-feira como novo reforço do Barcelona, rejeitou as comparações com o atacante brasileiro, a quem ele sucederá no ataque da equipe catalã, e se mostrou consciente das expectativas geradas pelo preço da transferência.

- Quais são suas primeiras sensações após assinar contrato de cinco anos com o Barça?

"Estou muito feliz de estar diante de vocês, meu sonho se tornou realidade ao assinar com o Barcelona. Meu objetivo é de me integrar bem na equipe, de ganhar o maior número de títulos possíveis, de me integrar com o elenco, com o clube. Estou muito feliz de estar no melhor clube do mundo com os melhores jogadores do mundo. (...) É verdade que existe pressão, mas vou tentar deixar isso de lado. Vou dar o meu máximo para alcançar os objetivos e ajudar minha equipe."

- Você fala em sonho. Desde quando você sonha em jogar no Barcelona?

"Desde os 8 anos de idade eu assisto jogos do Barcelona. Era um sonho e virou realidade. Sempre assisti aos jogos, o jeito de jogar dos jogadores do Barcelona. Eles ganharam muitos títulos, Ligas dos Campeões, Campeonatos Espanhóis. Sempre gostei."

- Você faltou aos treinos do Borussia Dortmund para obter a transferência. Como se sentiu durante essa queda de braço com a diretoria alemã?

"Eu sabia que assinaria com o Barcelona e que era questão de alguns dias, algumas semanas. Eu estava muito confiante, muito lúcido, mas muito feliz também. Tudo isso foi feito da maneira certa, os dois lados ficaram felizes e eu também. Este período não foi difícil, só foi delicado, porque eu não estava em campo. (...) Com o Borussia Dortmund, tudo foi muito bom, menos no fim e foi culpa minha, porque eu quis assim. Se não fosse assim, dificilmente estaria no Barcelona. Era meu sonho vir jogar aqui e o Borussia Dortmund sabia disso."

- Sua contratação custou 105 milhões de euros mais 42 milhões de euros em premiações, a transferência mais cara do futebol espanhol. Como você vê isso?

"Isso não coloca pressão em mim, é o mercado de transferências que ficou um pouco louco. Sinceramente, não ligo para isso. Tenho só 20 anos, tento fazer meu trabalho dentro de campo, ajudar minha equipe."

- Você sente a pressão de ter que substituir Neymar, que deixou o Barcelona para jogar no PSG?

"Ainda estou longe de Neymar. Neymar é um dos melhores jogadores do mundo, é um grande jogador. Eu sou muito novo na minha segunda temporada como profissional. Eu aprendo todos os dias, tenho só 20 anos. Estou melhorando a cada dia, estou tentando crescer e vim para este clube para crescer ainda mais. (...) Não estou aqui para substituir Neymar. O Barcelona precisava de um jogador para a posição. Eles me chamaram e vou dar tudo de mim pela equipe, pelo clube, vou tentar melhorar muito".

- Você está ansioso para jogar ao lado de Lionel Messi, cinco vezes eleito melhor jogador do mundo?

"É uma hora, um prazer, de jogar na equipe de Lionel Messi. Vou aprender, olhar como ele faz. É um grande, grande jogador, o melhor do mundo e melhor da história do futebol."

- Dizem que você é ambidestro. Qual é sua perna principal?

"Eu tento usar as duas pernas. Quando era mais novo, eu treinei muito isso, consegui aprender a chutar de direita e esquerda. Como costumo dizer, prefiro conduzir a bola com o pé esquerdo e chutar com o direito."

Respostas colhidas em coletiva de imprensa.

Esporte