PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Manchester City e irmão de Guardiola compram clube da elite espanhola

Os irmãos Pep Guardiola, técnico do City, e Pere Guardiola - Reprodução/Twitter
Os irmãos Pep Guardiola, técnico do City, e Pere Guardiola Imagem: Reprodução/Twitter

23/08/2017 15h05

O Manchester City, em parceria com a empresa Girona Football Group, propriedade de Pere Guardiola, irmão do técnico Pep Guardiola, comprou a maior parte das ações do Girona FC, da primeira divisão espanhola, anunciou nesta quarta-feira (23) o clube espanhol.

O Girona "foi adquirido igualitariamente pelo City Football Group (CFG) e o Girona Football Group, que terão 44,3% das ações cada", explicou o Girona, em comunicado.

O 11,4% restante ficaria em mãos de pequenos acionistas.

"Estamos encantados de poder confirmar o novo investimento por parte do City Football Group e do Girona Football Group", comemorou Delfí Geli, presidente do clube, recém-promovido à primeira divisão espanhola nesta temporada.

O comunicado não revela detalhes dos valores da operação.

Segundo a imprensa espanhola, os novos compradores substituem como máximos acionistas do Girona a empresa francesa TVSE Futbol.

"Este investimento compartilhado no Girona FC era uma oportunidade indiscutível e atrativa para ambas as partes, muito antes do clube conseguir subir à primeira divisão, em maio", garantiu Pere Guardiola, citado no comunicado divulgado pelo Girona.

"O Girona FC e o City Football Group são unidos pela ambição de ficar muito tempo e alcançar muitas conquistas na primeira divisão, mas também por uma maneira similar de fazer as coisas", garantiu por sua vez o diretor executivo do CFG, Ferran Soriano.

O consórcio do Manchester City, propriedade de Mansur bin Zayed Al Nahyan, xeque de Abu Dhabi, tem equipes filiais nos Estados Unidos, Austrália, Japão e na América Latina.

"Para nós era muito atraente investir no futuro do Girona. Escutaremos, aprenderemos e faremos tudo que está a nosso alcance para apoiar o clube e sua torcida com o objetivo de conseguir uma sustentabilidade a longo prazo que tanto desejamos", concluiu Soriano.

Futebol