PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Liga e Volta da Espanha têm segurança reforçada após ataques na Catalunha

18/08/2017 16h48

Madri, 18 Ago 2017 (AFP) - Em luto pelo atentados realizados na Catalunha, o esporte espanhol tenta tocar a vida e manter o planejamento, apesar da dor: a Liga Espanhola de futebol e a Volta da Espanha de ciclismo, que começam neste fim de semana, terão a segurança reforçada.

Depois de três meses de pausa, La Liga volta das férias com dez jogos divididos entre esta sexta-feira e segunda. As partidas exigem milhares de policiais e membros de segurança espalhados para garantir a tranquilidade dos eventos, dentro e fora dos estádios.

Já a "Vuelta", entre os dias 19 de agosto e 10 de setembro, dá as primeiras pedaladas neste sábado, na cidade francesa de Nimes. Os ciclistas entram em território espanhol na terça-feira, na etapa que termina em Tarragona, na Catalunha.

Enquanto milhares de pessoas são esperadas para acompanhar os atletas na beira das estradas, a polícia adota medidas extraordinárias para garantir a segurança da prova, especialmente na passagem pelo Principado de Andorra (21 e 22 de agosto) e nas fronteiras. Isso por conta dos atentados que sacudiram Barcelona e Cambrils, na última quinta-feira (17).

Diferentemente de outros países atingidos por ataques similares, a Espanha optou por não adiar as competições esportivas do final de semana.

- Medidas extremas -A Liga de futebol profissional (LaLiga) anunciou que um minuto de silêncio será celebrado em homenagem às vítimas, antes de todos jogos da rodada.

"A LaLiga demonstrou sua solidariedade com os familiares das vítimas de maneira pública. Esperamos que os torcedores possam desfrutar dos jogos da primeira rodada com normalidade", escreveu a Liga em e-mail à AFP.

Na Catalunha, região atingida pelos ataques terroristas que mataram 14 pessoas e deixaram mais de 100 feridos, o FC Barcelona explicou que não considerou o adiamento do jogo de estreia contra o Betis, no Camp Nou.

"Estamos pendentes de receber instruções das autoridades de segurança, caso seja necessário tomar algum tipo de medida extraordinária", indicou à AFP um porta-voz do clube.

"Diante do aumento das situações de perigo, terrorismo, etc, o clube já tomou medidas de segurança de alto nível. Isso se aplica com mais ou menos intensidade, dependendo dos jogos, mas o critério é de colocar em prática as maiores medidas possíveis no acesso aos estádios e jogos do FC Barcelona", acrescentou o mesmo porta-voz.

- "Não pensar nisso" -Em Nimes, as medidas de segurança para a Volta da Espanha também foram reforçadas. A organização indicou, nesta sexta-feira, que trabalha junto com as autoridades para garantir a proteção do público e dos ciclistas.

As duas primeiras etapas da prova, neste sábado e domingo, serão realizadas na França. Na segunda-feira, os ciclistas chegam em Andorra.

Várias medidas extraordinárias foram adotadas pelo governo do Principado, como o aumento da presença de agentes e controles reforçados nas fronteiras com França e Espanha.

"O Governo andorrano e os agentes de segurança da polícia querem passar uma mensagem de tranquilidade, já que as medidas de segurança extraordinárias adotadas condizem ao desejo de prevenção. Ainda assim, pede-se que as notícias não contrastadas não sejam difundidas", declararam as autoridades andorranas em comunicado.

A Volta da Espanha, como a maioria das corridas de bicicleta, é uma prova complexa em termos de segurança. Milhões de pessoas podem acompanhar os atletas, ao longo das centenas de quilômetros por dia de prova.

Ainda assim, o pelotão recusou ceder diante dos temores.

"Acho que é uma coisa que não dá pra pensar, acho que não acrescenta nada. É incrível que coisas desse tipo aconteçam hoje em dia", explicou o espanhol Alberto Contador.

"Acho que o melhor jeito de homenagear é continuar nossas vidas com normalidade", concluiu o tricampeão da Volta da Espanha.

jed-mg/fbr/maa/iga/dr/fa/mvv

Esporte