PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ex-diretor da McLaren diz que saída de Ecclestone da F-1 é um passo adiante

Martin Whitmarsh, ex-diretor-geral da McLaren - EFE/DIEGO AZUBEL
Martin Whitmarsh, ex-diretor-geral da McLaren Imagem: EFE/DIEGO AZUBEL

Da AFP, em Londres

25/01/2017 18h57

Ex-diretor-geral da McLaren por 24 anos, Martin Whitmarsh revelou nesta quarta-feira (25) que a saída de Bernie Ecclestone é o fim de uma era, mas um passo adiante para a Fórmula 1.

"Tem que se concentrar no espetáculo e depois pensar no controle dos gastos", falou Whitmarsh, que reconheceu ter sido o inimigo número 1 de Ecclestone em alguns momentos.

Atualmente diretor-geral da Ben Ainslie Racing, Whitmarsh reconheceu que o momento de fazer mudanças chega a qualquer empresa.

"Algumas pessoas podem não entender e estar surpresas, mas é evidente que isso deveria mudar há anos", falou Whitmarsh.

Os encarregados da Liberty Media, nova proprietária da Fórmula 1, aceleraram a saída do emblemático chefão Bernie Ecclestone para começar a desenvolver o quanto antes um espetáculo diferente, que possa aumentar o potencial de marketing da categoria mais importante do automobilismo.

Esporte