PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Rosberg reconhece que Hamilton foi 'inteligente' em Abu Dabi

15/12/2016 12h01

Mônaco, 15 dez 2016 (AFP) - O campeão mundial de Fórmula 1 Nico Rosberg admitiu nesta quinta-feira que seu rival Lewis Hamilton foi "inteligente" ao deixar a corrida mais lenta no Grande Prêmio da Abu Dabi, estratégia que acabou, porém, não sendo suficiente para impedir o alemão de conquistar o título.

O piloto de 31 anos, que surpreendeu a todos ao se aposentar da F1 cinco dias depois de se consagrar, recebeu o a honra de ser nomeado "membro vitalício" do Automóvel Clube de Monaco, onde reside desde a infância. Normalmente, são necessários 50 anos de adesão para obter esse privilégio.

"Em Abu Dabi, perdi o título três vezes na minha cabeça", revelou o alemão.

"Quando meu engenheiro me disse que eu teria que ultrapassar 'Mad Max' (apelido de Verstappen, jovem piloto da Red Bull), Não era o que eu queria ouvir. Se tem um piloto difícil de se ultrapassar, é ele. Foi um dos momentos mais intensos da minha carreira, com muita adrenalina", recordou.

"Naquele momento, não sabia o que meu querido companheiro (Hamilton, como ele piloto da Mercedes) tinha em mente", explicou. "Começou a andar como uma vovó, bem na minha frente, mas foi inteligente: desacelerava quando eu não podia ultrapassá-lo e ia rápido quando eu poderia ter passado", elogiou.

Rosberg acabou terminando o GP de Abu Dabi em segundo lugar, atrás de Hamilton, garantindo o título com cinco pontos de vantagem sobre o britânico, que havia sido campeão nas duas temporadas anteriores.

dlo/psr/lg

FERRARI NV

Esporte