PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sem Barça, cidade de Barcelona teria 18% a mais de desemprego

Clube lidera lista de interesses de turistas em Barcelona, à frente de museus - Pau Barrena/AFP
Clube lidera lista de interesses de turistas em Barcelona, à frente de museus Imagem: Pau Barrena/AFP

Da AFP, em Barcelona

21/06/2016 16h49

Além do valor esportivo, o FC Barcelona é um dos principais ativos econômicos da capital da Catalunha, que sem o clube teria 18% a mais de desemprego e cerca de 1,5% a menos de riqueza, de acordo com estudo publicado nesta terça-feira.

O relatório da consultoria Deloitte informa que na temporada 2014/2015, o FC Barcelona gerou 906 milhões de euros (R$ 3,477 bilhões) para a economia da capital catalã (cerca de 1,5% do PIB) e 16.620 postos de trabalho (18% do total de empregados d cidade).

"O FC Barcelona se tornou um agente gerador de riqueza e tem um claro efeito dinâmico na economia da cidade de Barcelona", afirmou o estudo, encomendado pelo próprio clube.

"O Barça é um importante motor da economia da cidade e sua importância cresce ano após ano", explicou a vice-presidente econômica do clube, Susana Monje, na apresentação do relatório.

A equipe de Messi, Suárez e Neymar é principalmente um atrativo turístico para a cidade, uma das mais visitadas na Europa. Segundo o relatório, 6% dos turistas afirmam que o FC Barcelona é um dos motivos principais da visita.

Prova disso é que o museu do Barça foi o mais visitado na Catalunha em 2015 com 1,8 milhão de visitantes, acima do pintor surrealista Salvador Dalí (1,4 milhão) ou o museu Pablo Picasso de Barcelona (1,25 milhão).

"As previsões apontavam que, com o Espai Barça (o projeto de renovação das instalações do Barcelona), o clube conseguiria gerar 900 milhões de euros e o mais surpreendente é que o clube chegou a este número na temporada seguinte e sem que o Espai Barça tenha tido qualquer efeito", explicou Monje.

"Podemos dizer que as perspectivas para o futuro são muito positivas", concluiu.

Esporte