Celtics atropelam Mavericks em casa e largam na frente nas finais da NBA

Jogando em casa e contando com uma grande atuação de Kristaps Porzingis - que fez seu primeiro jogo após perder parte dos playoffs por lesão -, o Boston Celtics não teve dificuldades para vencer o Dallas Mavericks por 107 a 89, nesta quinta-feira (6), abrindo 1 a 0 nas finais da NBA. O título será decidido na série melhor de sete jogos.

O que aconteceu

Nos dois primeiros quartos, os Celtics abriram vantagem de 21 pontos. Liderados por Kristaps Porzingis, que marcou 18 pontos em 13 minutos, os donos da casa fizeram grande jogo coletivo e encaminharam a vitória.

O segundo tempo foi mais equilibrado, e os Celtics administraram a vantagem. Os Mavericks tiveram bons momentos na segunda parte do jogo, mas não chegaram a assustar os anfitriões, que administraram bem a vantagem construída no primeiro tempo.

Como de costume, Luka Doncic foi o destaque individual dos Mavericks. O esloveno anotou 30 pontos e 10 rebotes.

As equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo (9), às 21h (de Brasília). O jogo é novamente no TD Garden, em Boston.

A partir do jogo 3, a série vai para Dallas, no Texas. Na próxima quarta-feira (12), as equipes se enfrentam no American Airlines Center.

Início equilibrado

Nos primeiros movimentos da partida, as equipes se alternaram na liderança, com as defesas funcionando bem. Em um segundo momento, os Celtics passaram à frente, mas foram acompanhados de perto pelos Mavericks até a metade do primeiro quarto.

Porzingis desequilibra

Depois do começo de partida parelho, Kristaps Porzingis, "reforço" do Boston para a partida, fez a diferença. Entre o fim do primeiro quarto e o início do segundo — os treze minutos que ele ficou em quadra antes do intervalo - o letão fez 18 pontos e ainda conseguiu três tocos e três rebotes, segurando o ataque do Dallas e conduzindo o sistema ofensivo do Boston para um momento espetacular. O primeiro quarto terminou com 17 pontos de vantagem para os anfitriões: 37 a 20.

Continua após a publicidade

O ótimo momento dos Celtics continuou no início do segundo quarto, com Porzingis continuando a ser o destaque. No melhor momento dos anfitriões, eles chegaram a dobrar o placar, em 58 a 29.

Doncic evita o pior

Apagado no primeiro quarto, Luka Doncic, principal estrela do Dallas Mavericks, chamou o jogo antes do intervalo e, com uma boa sequência, ajudou a equipe visitante a diminuir o prejuízo - os Celtics foram para o intervalo com 21 pontos de vantagem: 63 a 42.

Vantagem "ioiô"

A defesa do Dallas Mavericks encaixou no início do terceiro quarto. Enquanto os Celtics sofriam para anotar pontos, Doncic ganhava a ajuda de Kyrie Irving para tentar colocar a franquia do Texas de volta na partida. Depois de apenas oito minutos, com uma bola de três, o astro esloveno cortou a vantagem para apenas oito pontos, apontando para uma possível mudança na dinâmica do jogo.

Mas Jaylen Brown cresceu na partida e voltou a dar tranquilidade aos donos da casa. Pressionados, os Celtics responderam bem. A defesa voltou a funcionar nos minutos finais do terceiro quarto, e Jaylen Brown brilhou no ataque. Com 14 pontos seguidos, os Celtics voltaram a colocar 20 pontos de diferença no placar e encerraram a parcial próximos do triunfo: 86 a 66.

Continua após a publicidade

Celtics administram vantagem

Os Mavericks ainda buscaram o empate na parte inicial do último quarto, mas os principais jogadores foram preservados no fim. Vendo a vantagem dos Celtics apenas aumentar, Jason Kidd, técnico da equipe de Dallas, colocou os reservas nos cinco minutos finais.

Os Celtics mantiveram os titulares em quadra por mais tempo. Enquanto os principais jogadores dos Mavs foram descansar, o time de Boston ficou com alguns dos titulares por mais algum tempo, administrando tranquilamente a vitória: 107 a 89.

Deixe seu comentário

Só para assinantes