PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Casagrande nega que foi censurado por criticar Bolsonaro, mas viu indiretas

07/07/2022 10h53

Walter Casagrande anunciou a saída da Rede Globo e muitas pessoas relacionaram isso com críticas dele contra o presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele participou do UOL Entrevista nesta quinta (7) e não soube dizer se houve uma ligação entre os fatos.

"É uma coisa difícil de responder, porque nunca fui censurado. Nunca me chamaram para dizer 'para de falar do Bolsonaro'. O que senti é que meus posicionamentos sociais dentro da Globo não estavam tendo eco interno, com companheiros. Antes tinha. Percebi alguma coisa 'vamos parar com isso', indiretamente, 'vamos diminuir isso'", contou Casagrande.

O comentarista reforçou que desde cedo, quando era jogador, foi educado a se posicionar politicamente. Lembrou que fez parte do movimento "Democracia Corintiana". E reforçou as críticas contra Bolsonaro.

"A influência do Bolsonaro é horrorosa para o país. É das piores que já vi na vida. Ele é o pior presidente da história da política brasileira. É um dos piores brasileiros que existe no planeta. Homofobia, racismo e todo preconceito têm aval com ele. Não estou inventando nada. Ele é assim. Tem várias falas dele sendo machista, atacando mulher, principalmente jornalistas, sendo racista e homofóbico também. O presidente dá aval para essa turma toda aí", detonou Casagrande.

Assista à entrevista completa:

Esporte