PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Sainz comemora fim de semana perfeito na F1: 'Não poderia pedir mais'

O espanhol Carlos Sainz, da Ferrari, durante o GP da Inglaterra, em Silverstone  - Ferrari
O espanhol Carlos Sainz, da Ferrari, durante o GP da Inglaterra, em Silverstone Imagem: Ferrari

Do UOL, em São Paulo

03/07/2022 13h45

Carlos Sainz confirmou a pole position e venceu neste domingo (3) o Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula 1, com Sergio Perez (Red Bull) e Lewis Hamilton (Mercedes) completando o pódio. O fim de semana marcou a primeira pole e também a primeira vitória do espanhol da Ferrari no esporte após 150 corridas na carreira.

Ainda dentro do carro, via rádio, Sainz não conteve a empolgação: "Vocês não podem imaginar como estou feliz". Na sequência, em entrevista à transmissão oficial, o piloto foi só sorrisos. "Eu não sei o que dizer, é realmente maravilhoso, minha primeira vitória depois de 150 corridas. Eu não poderia pedir mais do que isso, nunca vou esquecer esse fim de semana", disse, antes de completar:

"Consegui me manter na primeira colocação, mas não foi fácil. Tive muita dificuldade com o balanço do carro na primeira parte da corrida. O Verstappen me fez acelerar muito na parte rápida e acabei me atrapalhando. Mas no fim o safety car me deu uma oportunidade. Você pode imaginar meus nervos como estavam para brigar pela vitória (risos). Então queria agradecer a todos vocês [torcida], porque Silverstone tem sido especial para mim. Minha primeira corrida vencida pela Fórmula BMW foi aqui, agora pole e a corrida, é um lugar muito especial para mim."

Sainz largou na primeira posição, mas perdeu o lugar para Max Verstappen na décima volta. Quando tentava controlar os ataques de Verstappen, o líder perdeu a traseira e saiu da pista. Por sorte, o erro foi numa área de escape e o único prejuízo foi a ultrapassagem do holandês, que assumiu a ponta. Só que a liderança não durou muito. Entre as voltas 12 e 13, Verstappen perdeu velocidade por problemas mecânicos e foi passado por Sainz e Leclerc.

O espanhol permitiu a ultrapassagem do companheiro mais bem posicionado no campeonato na volta 31. Já na volta 39, o safety car foi acionado porque o carro de Esteban Ocon parou na pista. Sainz foi aos boxes para colocar pneus macios e na volta retomou e segurou a liderança até o fim da corrida.

Fórmula 1