PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca Kfouri: Nelson Piquet tem uma inveja brutal do Lewis Hamilton

Do UOL, em São Paulo

01/07/2022 12h11

Após a repercussão de declarações de Nelson Piquet, se referindo a Lewis Hamilton como 'neguinho', uma nova parte do mesmo vídeo gravado em 2021 revelou também uma fala homofóbica por parte do tricampeão mundial de Fórmula 1, o que tem causado grande repercussão no meio automobilístico, com muitos se colocando em defesa do inglês heptacampeão mundial.

No podcast Posse de Bola #241, Juca Kfouri oferece a Nelson Piquet o Ratão de Bronze, prêmio às avessas entregue aos destaques negativos a cada semana. O jornalista afirma que o brasileiro deve ter inveja do piloto da Mercedes.

"Nelson Piquet se referiu ao Lewis Hamilton como 'o neguinho'. Não satisfeito, hoje está correndo uma segunda parte da entrevista, ainda fez declarações homofóbicas em relação ao Lewis Hamilton. Certamente ele tem uma inveja brutal do Lewis Hamilton, que é heptacampeão mundial da Fórmula 1 e ele é 'apenas' tricampeão", diz Juca.

O colunista do UOL também ressalta que a imprensa tem culpa no momento em que dá evidência a personagens que fazem declarações ofensivas ou absurdas, citando não apenas o ex-piloto, como também o presidente Jair Bolsonaro (PL).

"Boa parte da fama dele se deve a nós da imprensa, que cometemos um deslize para o qual precisamos estar atentos. Com muita frequência a gente enche a bola e dá espaço para quem faz declarações que beiram a bizarrice e sempre foi isso o que o Nelson Piquet fez, como o genocida, o que se deu de espaço para o genocida falar que tinha que matar 30 mil, inclusive o Fernando Henrique Cardoso. Deu no que deu", diz Juca.

"É a tática Steve Bannon, fale a maior barbaridade que for porque haverá quem te dê espaço, a 'Terra é plana', 'vacina não funciona', e aí vira o assunto. Falem mal, mas falem de mim. Fizemos isso com Nelson Piquet, que hoje vai para a lata do lixo da história, virou um Uber do genocida. Para ele, o Ratão de Bronze pelas declarações racistas e pelas declarações homofóbicas", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Fórmula 1