PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Italo pensou em desistir da briga pelo título, mas agora é candidato ao bi

Italo Ferreira disse que pensou em não seguir na disputa pelo título do Circuito Mundial de Surfe - Thiago Diz/World Surf League
Italo Ferreira disse que pensou em não seguir na disputa pelo título do Circuito Mundial de Surfe Imagem: Thiago Diz/World Surf League

Gustavo Setti

Do UOL, em Saquarema (RJ)

26/06/2022 09h34

Italo Ferreira teve um começo de temporada instável em 2022. O campeão olímpico e mundial revelou que até pensou em desistir da briga pelo título deste ano, mas voltou atrás. Agora, ele é um dos principais candidatos ao bi.

Depois do ouro nas Olimpíadas de Tóquio, Italo amargou a terceira colocação no WSL Finals do ano passado, atrás do tricampeão Gabriel Medina e do vice Filipe Toledo. Já no início da atual temporada, não obteve grandes resultados. Ele cogitou abrir mão de disputar o título deste ano depois que já havia garantido sua vaga no Circuito do ano que vem.

"Eu tive uma pausa depois da final [de 2021]. Eu estava muito bem, mas não comecei o ano da forma como eu gostaria de ter começado. Depois, fui para a Austrália e acabei tendo resultados inesperados que não me motivaram. Até pensei em sair no meio do ano, depois que me classifiquei [para 2023], mas falei: 'ah, vou continuar e ir subindo aos poucos'", disse em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Foi o que aconteceu. Consegui alguns resultados, não venci nenhum campeonato, mas isso também não importa tanto até o momento. Se você estiver no top 5 e vencer o último campeonato, no início não vai valer de nada. Depois, consegui colocar minha cabeça no lugar, ficar mais tranquilo e só surfar Italo Ferreira

Italo foi subindo no ranking mundial e chegou a Saquarema como o quarto colocado. Apenas os cinco primeiros disputam o WSL Finals, em setembro, na Califórnia. Depois do Brasil, o Circuito ainda passa por África do Sul (julho) e Taiti (agosto) antes da grande decisão.

"Foram mais as performances mesmo de chegar na bateria e não conseguir as notas necessárias. Isso aconteceu bastante no início do ano, acabei ficando um pouco cabisbaixo, mas depois fui me reencontrando e estou aí. É uma escadinha, não é só o sprint, é uma maratona. É muito campeonato, muito desgaste e você tem que se manter presente. Foi isso que eu vim trabalhando nos últimos meses", declarou.

Olimpíada é prioridade

Italo Ferreira - Thiago Diz/World Surf League - Thiago Diz/World Surf League
Italo Ferreira, na etapa de Saquarema do Circuito Mundial
Imagem: Thiago Diz/World Surf League

O campeão mundial de 2019 busca uma vaga no Finals, mesmo que seu principal foco seja a temporada de 2023, que será classificatória para as Olimpíadas de Paris-2024, onde ele busca defender o ouro conquistado no Japão.

"Para mim, é um ano que estou só surfando. O próximo ano é que estarei realmente 120%, porque é ano de classificação para a Olimpíada também, mas é claro que a gente pode fazer isso duas vezes seguidas. Estou no jogo e é só manter a cabeça no lugar."

Italo enfrenta nas oitavas de final da etapa de Saquarema o também brasileiro Michael Rodrigues, que foi convidado para o evento. A próxima chamada do campeonato é amanhã, às 7h15 (de Brasília). Ontem e hoje não houve competição pela condição ruim do mar.

Esporte