Topo

Após popularizar o termo 'bambi', Vampeta exalta revelação de Richarlyson

Vampeta afirmou que tem uma irmã homossexual: "O amor é o que vale" Imagem: Reprodução

Adriano Wilkson e Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

25/06/2022 04h00

O ex-jogador Vampeta, que popularizou o termo pejorativo "bambi" para se referir aos jogadores e torcedores do São Paulo, exaltou ontem a decisão de seu colega Richarlyson de revelar que é bissexual. Richarlyson, tricampeão brasileiro com o São Paulo, se tornou assim o primeiro jogador assumidamente não-heterossexual a já ter jogado na elite do futebol nacional.

Para Vampeta, Richarlyson "é um cara do caramba, muito gente boa, muito querido, um atleta dedicado que teve uma carreira muito sólida e bonita." Horas antes, Richarlyson, de 39 anos, havia revelado ao podcast "Nos armários do vestiário", do "GE", já ter se relacionado com homens e mulheres. A declaração foi considerada um marco na questão da sexualidade no ambiente do futebol.

"Cada um na sua, eu o respeito independente da opção sexual dele. A opção é dele, ele faz o que quiser. Onde jogou, jogou bem. Tem o respeito não só meu, mas de todos os atletas", disse Vampeta, que hoje é comentarista esportivo, assim como Richarlyson.

Os dois chegaram a jogar um contra o outro em 2007, em um clássico vencido pelo Corinthians no Morumbi, pelo Brasileiro. No começo dos anos 2000, o volante corintiano foi o responsável por popularizar o apelido de "bambi" para se referir aos são-paulinos, o que sempre irritou tanto jogadores quanto a torcida. Foi dessa forma que ele chamou os adversários em uma entrevista antes de um clássico decisivo, e o termo pegou.

Em 2022, Vampeta pregou respeito a pessoas homossexuais e bissexuais dentro ou fora de campo e disse ter uma irmã lésbica. "Todo mundo tem que ser respeitado", disse ele. "Minha irmã é [homossexual] e eu amo ela do mesmo jeito. Se ela fosse, se ela não fosse, o amor é o que vale."

Richarlyson disse que sempre foi cobrado pra se posicionar

O ex-volante do São Paulo e do Atlético-MG, campeão da Libertadores pelos dois clubes, disse que sempre foi questionado sobre a própria sexualidade ao longo da carreira.

"A vida inteira me perguntaram se sou gay. Eu já me relacionei com homem e já me relacionei com mulher também. Só que aí eu falo hoje aqui e daqui a pouco estará estampada a notícia: 'Richarlyson é bissexual'. E o meme já vem pronto. Dirão: 'Nossa, mas jura? Eu nem imaginava'. Cara, eu sou normal, eu tenho vontades e desejos. Já namorei homem, já namorei mulher, mas e aí? Vai fazer o quê? Nada", disse o comentarista em entrevista ao podcast 'Nos Armários dos Vestiários'.

Richarlyson em ação pela seleção brasileira, em 2008 Imagem: Reprodução/Instagram

"Vai pintar uma manchete que o Richarlyson falou em um podcast que é bissexual. Legal. E aí vai chover de reportagens, e o mais importante, que é pauta, não vai mudar, que é a questão da homofobia. Infelizmente, o mundo não está preparado para ter essa discussão e lidar com naturalidade com isso", acrescentou o primeiro jogador que atuou na Série A do Campeonato Brasileiro e na seleção a falar sobre o tema abertamente.

"Pelo tanto de pessoas que falam que é importante meu posicionamento, hoje eu resolvi falar: sou bissexual. Se era isso que faltava, ok. Pronto. Agora eu quero ver se realmente vai melhorar, porque é esse o meu questionamento", afirmou. A sexualidade de Richalyson virou debate público em junho de 2007, quando José Cyrillo Júnior, um dirigente do Palmeiras na época, insinuou em rede nacional que ele era gay.

Ricky registrou uma queixa-crime contra o cartola, e ele se desculpou publicamente. No entanto, Manoel Maximiniano Junqueira Filho, o juiz do caso, arquivou o processo alegando que não seriam aceitáveis homossexuais no futebol brasileiro porque prejudicaria o pensamento da equipe. Ele ainda citou na sentença que futebol era 'coisa de macho'.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Após popularizar o termo 'bambi', Vampeta exalta revelação de Richarlyson - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

São Paulo