PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Felipe Prior se oferece para fazer projeto de casa de Luva de Pedreiro

Iran Ferreira, o cara da luva de pedreiro, em Quijingue, na Bahia - Henrique Arcoverde/Divulgação
Iran Ferreira, o cara da luva de pedreiro, em Quijingue, na Bahia Imagem: Henrique Arcoverde/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

24/06/2022 18h17

O ex-BBB Felipe Prior se ofereceu para fazer, de graça, o projeto da casa de Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro após uma série de notícias acerca da situação financeira do influenciador. Nos Stories do Instagram, o arquiteto prometeu ajudar o baiano de 20 anos.

Apesar do sucesso na internet — que o levou até o ídolo Neymer — Iran mora em uma residência bastante humilde, em Quijingue, na Bahia, a 322 quilômetros de Salvador. Conforme mostrou a coluna de Leo Dias, no Metrópoles, as paredes da casa estão descascadas e alguns cômodos não têm portas e azulejos.

Prior se solidarizou com Luva de Pedreiro e pediu para o influenciador entrar em contato pelas redes sociais para iniciar o projeto. O ex-BBB ainda deixou claro que não quer "aparecer", mas sim ajudar o baiano.

"Ô, Luva! Eu sou arquiteto, você manja, né? Se tu quiser, eu faço o projeto da sua casa, me comprometo a fazer o projeto da sua casa. De graça, mano! É nós! Pode deixar. Se tu quiser, eu faço o projeto", iniciou Prior nos Stories do Instagram.

"Sou arquiteto e me comprometo a fazer, tá bom? É só a gente trocar ideia no direct e é só falar: 'eu quero ter a casa feita pelo Prior'. Faço, não é para aparecer, você está ligado! O projeto eu faço, tá bom? Pode deixar!", completou o ex-BBB.

Desabafo e início das polêmicas

Na última segunda-feira (20), Luva de Pedreiro fez um desabafo, em live, e deixou fãs preocupados. "Graças a Deus, pai. Estou pelos meus seguidores. O que meus seguidores falarem comigo aí... Tá ligado? Eu não bebo não, parceiro. Estou são. Tá ligado? Mas eu quero desabafar nessa p... Estou de saco cheio, já", disse, no Instagram, onde é acompanhado por 14 milhões de seguidores.

"Um abração para vocês aí. Nesses dias aí eu não posto vídeo não. Vou ficar uns tempos aí... Tá ligado? Sem postar vídeo. Eu vou esfriar a cabeça, pô! Ficam enchendo o saco do cara. Pô. Seguir essa p... é sozinho. Deus e meus fãs, mano. Fod... o resto é o resto", completou.

Dois dias depois, Iran tirou todas as menções a Allan Jesus, seu empresário, nas redes sociais. Ele também voltou a publicar os vídeos característicos. No mesmo dia, outra matéria da coluna Leo Dias, no Metrópoles, revelou que o jovem tem, em duas contas bancárias, um giro de R$ 7,5 mil e "quase nada" de saldo.

Na noite da última quarta-feira, o empresário Allan Jesus se manifestou sobre a polêmica por meio de nota oficial. Segundo ele, não houve tentativa de rescisão contratual entre as duas partes.

"ASJ e Luva de Pedreiro, com uma trajetória de sucesso até aqui, possuem contrato com vigência até o ano de 2026. Se algumas das partes desejar efetivamente rescindir o contrato vigente, além de respeitar a forma acordada para tanto, deverá comunicar a outra oficialmente de sua decisão", disse.

Ele citou 'indícios espalhados pela internet e notícias que dariam conta de um suposto novo agenciamento' e afirmou que, caso isso seja verdade, 'em tese poderia configurar quebra de exclusividade' do contrato que possui com Iran. De acordo com o jornal Metrópoles, o valor para que Luva de Pedreiro rescinda o vínculo com a empresa de Allan Jesus, ASJ Consultoria, é de R$ 5,2 milhões.

O empresário também se defendeu de possíveis acusações sobre a situação financeira do Luva de Pedreiro e se colocou à disposição para "demonstrar a regularidade" de seu trabalho.

"De qualquer modo, instado a se manifestar ou demonstrar a regularidade de seus atos, a ASJ o fará com muita tranquilidade, abrindo a quem de direito todos os contratos, documentos, extratos e o que mais for necessário. Por fim, manifestamos nossa certeza e convicção de que a verdade, como sempre, prevalecerá", finalizou.

Futebol