PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Divórcio, depressão e curtição: a vida de Medina até voltar a competir

Gabriel Medina se prepara para entrar no mar em competição no México, em agosto de 2021 - Thiago Diz/World Surf League via Getty Images
Gabriel Medina se prepara para entrar no mar em competição no México, em agosto de 2021 Imagem: Thiago Diz/World Surf League via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/05/2022 04h00

Gabriel Medina ficou de setembro de 2021, quando foi tricampeão mundial, até agora sem cair na água para disputar uma bateria. Desde o título do ano passado, a vida do surfista de Maresias virou de cabeça para baixo. Ele enfrentou a depressão, terminou o casamento com a modelo Yasmin Brunet e curtiu a vida. Agora, está de volta às competições.

O tricampeão mundial retorna ao Circuito Mundial de Surfe da WSL (Liga Mundial de Surfe) na etapa de G-Land, na Indonésia, após abrir mão das cinco primeiras etapas do ano para cuidar da saúde física e mental.

Atritos familiares

Depois de conquistar o tri em setembro, Medina aproveitou para relaxar. Viajou com Yasmin, mas viu o relacionamento entre a então esposa e sua família continuar conturbado quando veio a público uma troca de mensagens entre Gabriel e sua mãe, Simone, comparando Yasmin a uma "atriz pornô".

Em meio a isso, Medina se reaproximou do pai, Cláudio Ferreira. Após 20 anos de uma relação estremecida, os dois passaram o Natal juntos.

Ano novo, vida nova

O ano de 2022 chegou, e Medina surpreendeu ao desistir das primeiras etapas do Circuito Mundial. Em janeiro, ele alegou que precisava se recuperar de uma lesão e cuidar da saúde mental. Mas a bomba veio poucos dias depois: Gabriel e Yasmin não estavam mais juntos.

Medina Yasmin - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Yasmin Brunet e Gabriel Medina se separaram no início do ano
Imagem: Reprodução/Instagram

Segundo a coluna Olhar Olímpico, do UOL Esporte, Medina foi quem decidiu encerrar a relação de dois anos porque estava incomodado com o ciúme por parte de Yasmin, que amigos dele dizem ser bastante controladora. Foi o surfista que saiu da mansão que construiu para os dois morarem no morro que fica ao norte da praia de Maresias, com vista para o mar.

Nos primeiros dias após o término, Medina ficou recluso e, aos poucos, postou mais fotos e vídeos curtindo a vida ao lado dos amigos. Em abril, ele falou sobre depressão e anunciou a volta às competições para G-Land. Como não tinha ranking suficiente para disputar a segunda metade da temporada 2022, recebeu um convite da WSL para as cinco etapas restantes do ano.

Já no Carnaval, Medina se viu novamente nas fofocas ao ser flagrado aos beijos com a influenciadora Gabriela Versiani na Sapucaí. Passado o momento romântico, o surfista fez as malas e viajou para a Indonésia. Primeiro, ele desembarcou nas Ilhas Mentawaii, onde curtiu belas paisagens com os amigos, jogou vôlei com os nativos e surfou, é claro.

Depois, o tricampeão mundial foi para a Ilha de Java, onde fica G-Land, e se preparou antes da etapa, que começou nesta madrugada com vitória do brasileiro no round 1. Medina tem chances matemáticas de conquistar o tetra ainda em 2022, mas precisa ir muito bem nos próximos eventos do Circuito Mundial. Agora é esperar para ver.

Esporte