PUBLICIDADE
Topo

Paparazzi

Namorada de Fernando Fernandes diz que quer ajuda médica para engravidar

Fernando Fernandes e Lais Oliveira estão juntos há dois anos - Reprodução/Instagram
Fernando Fernandes e Lais Oliveira estão juntos há dois anos Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

25/05/2022 10h16

A modelo Lais Oliveira, namorada do apresentador e tetracampeão mundial de paracanoagem Fernando Fernandes, afirmou que o casal pretende pedir ajuda médica para ter filhos. O ex-BBB ficou paraplégico após sofrer um acidente 12 anos atrás.

"A gente estava tentando, mas demos uma parada porque queremos um médico que nos ajude. É um processo que leva tempo e requer paciência, amor, atenção. Tem que ter muita cautela. Vamos em busca de um médico que queira fazer isso com a gente. E também pensamos em adoção. É muito lindo viver com o Fê, assistir à vida dele. Quando o conheci, senti uma emoção enorme. Ele é um cara que quer fazer tudo, planeja tudo, me faz acreditar em mim todos os dias", disse Lais ao jornal O Globo.

O casal se conheceu pela internet e começou a se relacionar dois anos atrás. O apresentador curtiu uma foto de Lais, que mandou uma mensagem no privado para Fernando. Eles começaram a conversar e marcaram um encontro. Desde então, estão juntos.

Fernando já falou sobre sexo em entrevista à revista Quem em 2018. Ele revelou que teve dúvida se o desempenho sexual dele poderia ser prejudicado após o acidente de carro.

"Sem dúvida temi que isso pudesse acontecer. Acho que todo mundo que passa por uma situação como a minha teme. Todos os homens têm essa insegurança. Talvez da mesma forma que temos em relação a saber se vamos andar ou não. Esse foi um dos meus grandes medos. O primeiro foi o de saber se eu voltaria a andar ou não. O segundo, se eu teria ereção ou não", declarou na ocasião.

O tetracampeão mundial de paracanoagem ainda contou que não ficou com sequelas na ereção. Ele teve a primeira relação sexual 15 dias após o acidente, quando ainda estava internado no hospital.

"Uma ex-namorada que morava na Grécia estava aqui no Brasil e foi com ela. A única coisa que não foi legal foi a enfermeira entrar na hora (risos). De resto, foi lindo. Cada caso é muito específico. Eu consegui me reencontrar e descobrir a minha funcionalidade."

Já em entrevista recente à revista Mensch, o apresentador afirmou que não deixou de ser quem é por causa da cadeira de rodas.

"Nunca deixei a minha vaidade ser maior do que a minha felicidade. Por mais que antes eu tivesse as duas pernas funcionando e um corpo dito como perfeito, é da mesma forma, a minha felicidade sempre estava à frente da minha vaidade. Eu sempre gostei de me cuidar, sempre gostei de esporte, gostei de quem eu sou, e quando eu sentei na cadeira, nada disso mudou... Então, eu me olho do mesmo jeito, a cadeira nunca foi algo limitador, nunca me fez menos homem, menos ser humano, menos pessoa, menos Fernando. Pelo contrário, ela sempre me engrandeceu."

Paparazzi