Topo

Bicampeão da NBA vira soldado e usa metralhadora na guerra da Ucrânia

Stanislav Medvedenko, bicampeão da NBA com os Lakers, em partida de 2004 Imagem: Fernando Medina/Getty

Do UOL, em São Paulo

24/05/2022 11h56

Aos 43 anos, Slava Medvedenko está atuando em um território bem diferente das quadras de basquete nas quais estava acostumado a jogar no início dos anos 2000. Desde que a Rússia iniciou a invasão na Ucrânia, em fevereiro deste ano, o ex-pivô da NBA deixou a aposentadoria para virar combatente na guerra.

Em vez de uma bola, uma metralhadora AK-47 virou seu objeto de trabalho durante a rotina de guarda. Ele, que não tinha treinamento militar, está servindo nas forças de defesa territorial de seu país, de acordo com o 'The Athletic'. Desde que ele foi campeão da NBA duas vezes com o Los Angeles Lakers, duas décadas se passaram.

Segundo a publicação, o ex-jogador está fazendo o que pode para ajudar o exército ucraniano, inclusive leiloando algumas lembranças da época em que jogava na NBA, como camisas e tênis, para levantar fundos. O próximo passo é vender seus dois anéis de campeão.

A diretora dos Lakers, Linda Rambis, disse a Medvedenko que o time substituiria os anéis se ele chegar a vendê-los. Além disso, o ucraniano pretende convidar o ex-companheiro Shaquille O'Neal para visitar o país.

Todos os dias, ele passa quatro horas observando a estrada em um posto no topo do prédio mais alto do bairro em que vive com a esposa e dois filhos em Kiev- sua filha mais velha vive no Texas, nos EUA. Além disso, ele já atuou em operações de resgate e de entrega de alimentos e inclusive treinou para atirar RPGs.

Medvedenko disse que teve oportunidades de deixar a Ucrânia, já que os homens entre 18 e 60 anos com três ou mais filhos receberam permissão, mas recusou. "Sinto que tenho que ficar na Ucrânia e ajudar nosso país. Temos que ser fortes", afirmou.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bicampeão da NBA vira soldado e usa metralhadora na guerra da Ucrânia - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Basquete