PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Lutador que sobreviveu a tiros sofre acidente de bicicleta e é internado

Lerone Murphy no hospital depois de sofrer um acidente de bicicleta - Arquivo pessoal/Instagram
Lerone Murphy no hospital depois de sofrer um acidente de bicicleta Imagem: Arquivo pessoal/Instagram

Do UOL, em São Paulo

18/05/2022 13h11

O lutador inglês Lerone Murphy, do UFC, não é chamado de "Milagre" à toa. Em 2013, ele sobreviveu após ser baleado duas vezes e, nesta semana, teve outra experiência quase fatal em um acidente de bicicleta e disse que sobreviveu por "um propósito maior".

"Não tenho uma folga. Outra experiência quase fatal. Ontem [terça-feira] estava andando de bicicleta, um carro em movimento virou à direita sem olhar e nós colidimos em alta velocidade. Isso causou uma ferida feia na cabeça. A ambulância levou 45 minutos para chegar, o que quase me fez sangrar tudo. Ainda estou respirando, claramente por um propósito maior", escreveu Murphy, de 30 anos, no Instagram, ao postar uma foto no hospital, com a cabeça enfaixada.

Em 2013, quando tinha 21 anos, ele quase foi morto ao levar dois tiros - no queixo e no pescoço - em frente a uma barbearia em Manchester.

"Quando aconteceu, meio que me nocauteou por um segundo, então acordei e pensei 'uau, ainda estou aqui. É claro que ainda penso nisso, tenho visões disso e outras coisas - foi uma experiência traumática. Eu não sei por que isso aconteceu. É uma daquelas coisas, pode ter sido uma identidade equivocada ou pode ter sido algo que eu fiz no passado ou qualquer coisa, eu não sei", disse Murpy ao jornal Everything Manchester News em julho de 2020.

Ele ficou duas semanas internado, uma delas na UTI. O apelido de "Milagre" foi colocado pelos médicos, que o trataram.

O lutador disse que, apesar de ter quebrado alguns dentes e ainda ter fragmentos de bala na língua, não sofreu nenhum dano duradouro. Ele diz que a experiência serviu para que serviu para encontrar um propósito e, no MMA, canalizasse a raiva que sentia.

"Claro que o MMA ajudou muito com isso, a disciplina e o cansaço depois do treino para nem pensar nisso. O MMA definitivamente mudou minha mentalidade. Essa foi minha libertação, minha fuga da vida para desabafar, mas acabei ficando bom nisso."

Ficou tão bom que está invicto há 11 lutas no MMA. No UFC, evento com o qual estreou em 2011, foram três vitorias e um empate.

MMA