PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Astro da NBA é acusado de apontar arma para ex por parar jogo de videogame

Rajon Rondo, jogador do Cleveland Cavaliers, da NBA - Satah Stier/Getty
Rajon Rondo, jogador do Cleveland Cavaliers, da NBA Imagem: Satah Stier/Getty

Do UOL, em São Paulo

17/05/2022 09h29

Rajon Rondo, jogador do Cleveland Cavaliers, foi acusado de ter apontado uma arma e ameaçado sua ex, Ashley Bachelor, na frente dos filhos. De acordo com a 'TMZ', a mulher entrou com um pedido de proteção emergencial para ela e as duas crianças na semana passada por conta das atitudes do astro da NBA.

Segundo o relato de Bachelor, Rondo ficou furioso após a mulher interromper uma partida de videogame entre ele e o filho ao pedir que o menino separasse a roupa suja. Na frente das crianças, o jogador teria arrancado o consolo da parede e começado a quebrar itens da casa, desde uma xícara de chá até lâmpadas e latas de lixo.

A ex-parceira do atleta bicampeão da NBA e quatro vezes nomeado All-Star disse que tentou acalmar os ânimos por conta da reação das crianças ao testemunharem o pai descontrolado. No entanto, ela disse que Rondo a ameaçou, dizendo: "Você está morta."

Ainda de acordo com o testemunho de Bachelor, o jogador deixou a casa momentaneamente e depois retornou com uma arma. Ele estaria gritando para que ela trouxesse os filhos e, segurando a arma, perguntava por que eles estavam com medo do pai.

A mulher acrescentou que não interveio porque estava com medo de que Rondo atirasse nela. Por fim, ela contou que os pais do jogador chegaram e ele acabou saindo do local.

Pedido de proteção

Depois do episódio, Bachelor entrou com um pedido de proteção pela sua segurança e a dos filhos. "Rajon tem um histórico de comportamento volátil, errático e explosivo. Ele é verbal, emocional e financeiramente abusivo", escreveu, no documento.

A ex do armador do Cavaliers também disse que ele xinga e agride o filho e a filha. "Rajon fez várias ameaças à minha vida, dizendo que atiraria em mim ou no meu carro", completou. De acordo com a 'TMZ', um juiz local concedeu o pedido de proteção.

A 'TMZ' informou que tentou contato com os representantes do jogador, mas não obteve resposta. A NBA disse à publicação que "está ciente do relatório e trabalhando para obter mais informações".

O jornal americano finaliza afirmando que, com base nas suas informações, Rondo não foi apontado como suspeito de nenhum crime pela polícia nem foi preso. No entanto, ele foi ordenado a entregar suas armas de fogo.

Basquete