PUBLICIDADE
Topo

Esporte

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Milly: Medina se afastar e cuidar da saúde mental é um ato de coragem

Do UOL, em São Paulo

25/01/2022 12h50

O surfista tricampeão mundial Gabriel Medina anunciou que não vai disputar as duas primeiras etapas da WSL para cuidar da saúde mental, tudo isso após um ano turbulento, em que terminou com título mundial, mas passou por momentos conturbados com a família, teve desentendimento com o COB por não poder levar a esposa Yasmin Brunet para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

No UOL News Esporte, Milly Lacombe afirma que o afastamento para cuidar do emocional é um ato de coragem de Gabriel Medina e importante em meio a tantas questões complexas envolvendo o surfista brasileiro.

"É um ato sempre de muita coragem o atleta de ponta principalmente porque tem patrocínios e muito dinheiro envolvido, então é como você sair do cassino enquanto você ainda está ganhando, é aquela dificuldade de você abrir mão do dinheiro, que é o que fala muito alto nas nossas vidas. Para entender tem a gente é, o que a gente está fazendo aqui, o que está pegando, por que a cabeça está quebrando, então primeiro é um ato de coragem", diz Milly.

"Acho muito saudável que em um ambiente tão testosterônico como é o do surfe, um homem tenha essa bravura de falar 'eu não estou bem emocionalmente, é a minha cabeça que está pegando'. Ele tem um, problema no quadril, a gente sabe, e ele poderia usar só o problema do quadril para dizer 'estou me retirando, vou perderas primeiras etapas', na verdade a gente não sabe quando ele volta, ele ainda pode voltar quem sabe para tentar o tetracampeonato mundial, mas é um ato de extrema coragem quando qualquer um de nós olha para a gente e pode parar", completa.

A jornalista cita questões complexas em relação a Medina fora das competições e ressalta que torce para que o surfista consiga voltar em breve em suas melhores condições para disputar o circuito.

"As pessoas são complexas, o Medina é um cara complexo, um cara que não se vacinou quando devia, que tem fotos ao lado de Eduardo Bolsonaro, sem máscara, no auge da pandemia, é um cara que mandou recadinhos doces para um presidente que é acusado de genocídio, é também além disso um cara que tem problemas na família, até onde a gente sabe, brigou com a mãe, brigou com o padrasto, então a vida é muito complexa", diz Milly.

"É um tricampeão mundial, o nosso melhor surfista. Tudo isso dentro de um ser humano que é muito jovem. Parar é muito saudável, tomara que ele consiga resgatar o que tem ali de melhor dentro dele, vamos torcer para que ele volte porque ele representa muito bem esse país tão maravilhoso nas águas", conclui.

Esporte