PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Duas câmeras são achadas em vestiário de time alemão feminino de handebol

Jogadoras do TuS Metzingen, time feminino de handebol da Alemanha - Facebook/TusSies Metzingen
Jogadoras do TuS Metzingen, time feminino de handebol da Alemanha Imagem: Facebook/TusSies Metzingen

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

21/01/2022 15h46

Duas câmeras escondidas foram encontradas no vestiário de um time feminino de handebol da Alemanha, o TuS Metzingen, atual terceiro colocado da liga alemã. De acordo com o clube, o principal suspeito é um ex-funcionário, que já foi mandado embora.

A Polícia alemã investiga o caso. As câmeras foram descobertas no início dessa semana.

"Não vamos deixar que algo assim nos derrube. O fato de o time querer voltar a jogar handebol imediatamente é um sinal muito forte. Durante esse período difícil, recebemos muito apoio da Polícia, dos associados e de outras equipes", afirmou Ferenc Rott, gerente do clube.

Em comunicado nas redes sociais, o Metzingen informou que as jogadoras receberam alguns dias de descanso para ficar com a família e mandou um recado aos 'engraçadinhos'.

"Nosso pedido à mídia, mas também aos nossos torcedores, deem também este tempo aos jogadores. E para todos os idiotas por aí que acham 'engraçado' pedir os vídeos: 'Filme você mesmo, mas deixe a gente em paz!'", acrescenta o comunicado.

"Não deixamos nada nem ninguém nos derrubar. O handebol feminino está unido e se defende resolutamente contra todos aqueles que ameaçam a nós e ao nosso esporte. Nossa solidariedade é maior que qualquer rivalidade, qualquer jogo, qualquer gol!", diz outro post do clube alemão.

Este é o segundo caso de câmeras escondidas em vestiários de times da liga feminina de handebol. No ano passado, três equipamentos foram achados no vestiário do HL Buchholz 08-Rosengarten.

Esporte